Escolha as suas informações

Luxemburgo ultrapassou meta de redução do consumo de gás
Luxemburgo 07.10.2022
Crise energética

Luxemburgo ultrapassou meta de redução do consumo de gás

Crise energética

Luxemburgo ultrapassou meta de redução do consumo de gás

Foto: Jean François Monier/AFP
Luxemburgo 07.10.2022
Crise energética

Luxemburgo ultrapassou meta de redução do consumo de gás

Henrique DE BURGO
Henrique DE BURGO
Primeiros dois meses foram positivos, mas situação no inverno poderá mudar consideravelmente devido ao frio.

A missão de diminuir o consumo de gás Luxemburgo está a superar a meta estabelecida pela União Europeia e pelo Governo. Pelo menos para já. A meta de redução de 15% de gás foi, aliás, ultrapassada já em setembro para menos 26% de consumo deste combustível. 

Durante a apresentação do mais recente relatório sobre o consumo de gás natural esta quinta-feira, o ministro da Energia, Claude Turmes, garantiu que em setembro a redução foi de 26% face ao período de referência, entre 2017 e 2022.

No mês anterior, em agosto, o consumo de gás foi ainda menor, com uma diminuição de 37%.


Luxemburgo. As novas medidas de apoio para suportar o inverno que aí vem
O novo pacote de medidas de apoio a famílias e empresas deverá ser aprovado na próxima semana.

O ministro congratulou-se com os números que demonstram que o Estado, as comunas, as empresas e os cidadãos "responderam ao apelo e estão a fazer esforços para poupar gás".

Mas apesar dos primeiros resultados animadores, o ministro alerta que "ainda é preciso cautela" porque o inverno promete ser muito frio, sendo provável que o consumo de gás para aquecimento poderá aumentar consideravelmente.


Frio à porta. Polacos queimam lixo para se aquecerem
O governo, que suspendeu temporariamente os controlos de qualidade do carvão, está a considerar a possibilidade de distribuir máscaras de proteção à medida que a temperatura desce.

Os Estados-membros da União Europeia acordaram, numa primeira fase, reduzir o consumo de gás em 15%. Esta medida é voluntária e vigora entre 1 de agosto de 2022 e 31 de março de 2023, para fazer face à queda do abastecimento do gás russo.  

O Contacto tem uma nova aplicação móvel de notícias. Descarregue aqui para Android e iOS. Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.