Escolha as suas informações

Luxemburgo tem menos médicos do que os países vizinhos
Luxemburgo 14.09.2020

Luxemburgo tem menos médicos do que os países vizinhos

Luxemburgo tem menos médicos do que os países vizinhos

Foto:Guy Jallay
Luxemburgo 14.09.2020

Luxemburgo tem menos médicos do que os países vizinhos

Diana ALVES
Diana ALVES
O número de enfermeiros, por outro lado, está acima da média dos países da União Europeia.

O Luxemburgo tem menos médicos do que os países vizinhos, a Holanda e a Suíça. Se tivermos em conta o número de médicos por cada mil habitantes, o Grão-Ducado fica-se pelos três, o número mais baixo comparativamente a França, Alemanha, Bélgica, Holanda e Suíça. Entre estes países, Alemanha e Suíça são os mais bem servidos, com cerca de quatro médicos por milhar de habitantes.

Os dados são referentes a 2018 – embora os números do Luxemburgo datem de 2017 – e aparecem num relatório da Inspeção-Geral da Segurança Social que estabelece uma comparação internacional e permite ver a evolução dos últimos anos. 

No caso do Grão-Ducado, a evolução foi residual: o número de médicos passou de 2,9 (nos últimos anos) para os 3,0, em 2017. Uma das preocupações nesta matéria, transversal a todos os países, diz respeito ao envelhecimento da classe médica. Cerca de 55% dos médicos têm 54 anos ou mais, uma percentagem que não varia muito nos países analisados. Porém, no que toca aos médicos jovens, o Luxemburgo ocupa o último lugar da lista, com apenas 5% de profissionais neste grupo etário.

Para fazer face à falta de médicos, o relatório da Inspeção-Geral da Segurança Social destaca o curso de medicina, de três anos, que deverá abrir em 2021, no Luxemburgo, sublinhando que o objetivo é “aumentar o número de jovens médicos a exercer no país, a médio prazo”.

Mas, se por um lado, o número de médicos no Luxemburgo fica aquém das expectativas, o de enfermeiros, por outro, está acima da média dos países da União Europeia que fazem parte da OCDE. Os dados mostram que o país totaliza 11,7 enfermeiros por mil habitantes, um número acima daquela média, que ronda os 8,6.  

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

Luxemburgo obrigado a procurar médicos no estrangeiro?
O alerta vem do presidente da Associação de Médicos e Médicos-Dentistas do Luxemburgo, que considera a escassez de profissionais "dramática". A solução é recrutar médicos no estrangeiro, defendeu hoje, em declarações à rádio RTL.
Die Vereinigung der Ärzte und Zahnärzte hat die Wahlprogramme der Parteien untersucht.