Escolha as suas informações

Luxemburgo. Se suspeitar que está infetado pelo Covid-19 não vá ao hospital, ligue para o 112
Luxemburgo 2 min. 26.02.2020

Luxemburgo. Se suspeitar que está infetado pelo Covid-19 não vá ao hospital, ligue para o 112

Luxemburgo. Se suspeitar que está infetado pelo Covid-19 não vá ao hospital, ligue para o 112

Foto: AFP
Luxemburgo 2 min. 26.02.2020

Luxemburgo. Se suspeitar que está infetado pelo Covid-19 não vá ao hospital, ligue para o 112

Paula SANTOS FERREIRA
Paula SANTOS FERREIRA
O aviso foi feito pelo governo a quem regressou de um país afetado pelo novo coronavírus ou tenha estado com doentes infetados.

A quarentena e o isolamento são as melhores formas de prevenir o contágio da doença. Por isso, a ministra da Saúde Paulette Lenert lançou esta quarta-feira vários conselhos aos habitantes do Luxemburgo para prevenir um possível alastramento do novo coronavírus, o Covid-19, no país.

As recomendações foram dirigidas a quem se sinta doente e tenha regressado de um país onde se tenham registado casos de infeção pelo vírus ou a quem tenha estado em contacto com uma pessoa infetada, como os doentes do LuxairTours alojados no hotel "H10 Costa Adeje Palace", em Tenerife.

Suspeitos de "alto risco"

Nestes dois casos, se a pessoa apresentar sintomas como febre, cansaço, tosse ou dificuldade em respirar são considerados suspeitos de “alto risco”. Estes têm de ficar em quarentena durante duas semanas, num centro hospitalar.

E a estes doentes a governante pediu que “permanecessem em casa” e “ligassem imediatamente para o número nacional de emergência, 112 ou da inspeção sanitária 247 85650”.

E nunca “se deslocassem às urgências hospitalares ou a um estabelecimento de saúde”, pediu, citada pela edição francesa do Wort. Paulette Lenert que respondia a uma pergunta dos deputados Georges Mischo e Marc Spautz, do CSV, que recordou os dois luxemburgueses regressados de Wuhan, na China, estão em quarentena no Centro Hospitalar do Luxemburgo. Outros quatro cidadãos do Grão-Ducado encontram-se isolados no hotel "H10 Costa Adeja Palace", onde passavam férias, na ilha espanhola de Tenerife.

Além destes, todos os clientes da agência de viagens LuxairTours que estiveram na semana passada no mesmo hotel, e que entretanto já regressaram ao Luxemburgo, também foram colocados em quarentena

Vida normal para assintomáticos

Quem tenha regressado de um país afetado ou tenha estado em contacto com pessoas infetadas, mas não apresente nenhum dos sintomas “não é considerado suspeito” e pode fazer o seu dia a dia normalmente. “Tem é de medir a temperatura do corpo duas vezes por dia, durante 14 dias”, aconselhou a ministra. Se passar a ter febre deve contactar os números telefónicos de emergência, aconselha.

A ministra lembrou, aliás, que no caso de contaminação pelo Covid-19 há pacientes infetados assintomáticos durante o período de incubação pelo que os primeiros exames médicos dão negativos, o que apenas dá “uma falsa sensação de segurança”.

Paulette Lenert terminou declarando que as autoridades nacionais estão atentas ao desenrolar da epidemia e que o Luxemburgo "está em contacto regular com as autoridades de saúde dos países vizinhos, da Organização Mundial da Saúde (OMS), do Centro Europeu de Prevenção e Controle de Doenças (CEPCD) e do Comité de Segurança da Saúde da Comissão Europeia".

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas