Escolha as suas informações

Luxemburgo. Só alunos do secundário vão regressar às aulas à distância em casa
Luxemburgo 2 min. 19.11.2020

Luxemburgo. Só alunos do secundário vão regressar às aulas à distância em casa

Luxemburgo. Só alunos do secundário vão regressar às aulas à distância em casa

AFP
Luxemburgo 2 min. 19.11.2020

Luxemburgo. Só alunos do secundário vão regressar às aulas à distância em casa

Paula SANTOS FERREIRA
Paula SANTOS FERREIRA
No ensino fundamental, os alunos vão continuar a frequentar a escola, garantiu ao Contacto o Ministério da Educação. A mudança só acontece, se para a semana, forem adotadas medidas mais duras no combate à epidemia.

“A transição para o ensino alternado, se vier a ser decidida, abrangerá apenas as classes superiores do ensino secundário. Os alunos mais jovens não serão, portanto, afetados”, garantiu ao Contacto o Ministério da Educação. 

Neste momento, a equipa de Claude Meisch está a programar como será realizada a rotatividade dos alunos dos anos superiores do secundário, caso o governo avance para medidas mais duras para a semana. Se assim for, também as escolas terão novas regras.

“Os detalhes organizacionais de um eventual modelo de ensino em alternância estão atualmente a ser definidos”, explica ao Contacto o Ministério da Educação. Tudo terá de estar pronto rapidamente para, se for necessário, caso as infeções continuem em alta, implementar as mudanças nas escolas secundárias no país para prevenir os contágios em ambiente escolar.

As classes superiores do secundário poderão assim voltar a ser divididas, com metade dos estudantes passar períodos em casa, a assistir em direito, através de vídeo streaming às aulas que a outra metade dos colegas está a ter presencialmente na escola. Deste modo, apenas metade destes alunos se deslocará às escolas, diminuindo assim a população escolar em risco.


Covid-19. Governo põe 12 equipas a rastrear as escolas
Ao que tudo indica, o ministro da Educação deverá dar novas instruções para o funcionamento das escolas na segunda-feira, dia em que as 12 brigadas de rastreio covid vão para o terreno.

Adolescentes são os mais afetados

Os jovens a partir dos 15 anos e até aos 29 anos são agora os mais afetados pela epidemia entre a população geral, assim o revelam os dados do balanço do Ministério da Saúde da semana passada, entre os dias 9 e 15 de novembro.

Nas escolas do país registaram-se nesta mesma semana 719 casos positivos de covid-19, entre 666 alunos e 53 professores, de acordo com o balanço ontem divulgado pelo Ministério da Educação sobre a situação da epidemia nas escolas entre os dias 9 e 15 de novembro.

O número de estudantes infetados do secundário é largamente superior aos alunos do fundamental que testaram positivo: 410 no secundário contra 256 do fundamental.


Covid-19. Escolas registam 719 casos positivos
O ministério da Educação garante que "as infeções nas escolas estão controladas"

Ao nível dos professores a situação inverte-se com 44 docentes do ensino fundamental a acusar positivo nos testes, contra 9 do ensino secundário.

O Ministério da Educação garantiu neste balanço que nenhuma nova cadeia de infeção (vários casos de contágio com origem na escola) foi detetada nos estabelecimentos escolares, nessa semana, e que correspondem agora ao novo cenário 4.

O cenário 1 é o mais comum nas escolas, ou seja, apenas um aluno ou professor infetado por turma e cuja origem do contágio aconteceu fora do ambiente escolar, sem que haja propagação do vírus nas escolas.

Entre os dias 9 e 15 de novembro, registaram-se 579 casos positivos neste cenário1, contra 116 casos no cenário 2, máximo de dois casos positivos por classe e com fonte de infeção incerta ou certamente n exterior da escola. No cenário 3, em que existe três a cinco alunos infetados numa turma, foram registados 24 casos positivos.


Escolas vão continuar sem purificadores de ar e com janelas abertas
As escolas luxemburguesas vão continuar sem purificadores de ar. De acordo com os ministros da Saúde, Paulette Lenert, e da Educação, Claude Meisch, ainda não há informações conclusivas sobre a eficácia daqueles aparelhos no combate à covid-19.

Na próxima segunda-feira o país ficará a saber se medidas mais restritivas entram em vigor para a semana. E se os anos superiores do Secundário deixam de ter sempre aulas presenciais como até agora, neste ano letivo, e em que moldes irá ser adotado o sistema alternativo com aulas à distância.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas