Escolha as suas informações

Luxemburgo quer ouvir os habitantes e definir "ideias concretas" para reduzir o lixo
Luxemburgo 2 min. 06.05.2019

Luxemburgo quer ouvir os habitantes e definir "ideias concretas" para reduzir o lixo

Luxemburgo quer ouvir os habitantes e definir "ideias concretas" para reduzir o lixo

Luxemburgo 2 min. 06.05.2019

Luxemburgo quer ouvir os habitantes e definir "ideias concretas" para reduzir o lixo

Esta segunda-feira, a ministra do Ambiente lançou uma nova estratégia para reduzir a pegada ecológica do país. A partir do dia 15 de maio, vão ser realizadas cinco sessões ao longo do país, onde os participantes são convidados a propor ideias para reduzir a enorme quantidade de lixo que é produzida atualmente no Luxemburgo.

As alterações climáticas têm sido o grande desafio da sociedade nos últimos meses por toda a Europa, e o Luxemburgo não é exceção.  Na manhã desta segunda-feira, a ministra do Ambiente, Carole Dieschbourg, apresentou uma estratégia nacional, intitulada "Desperdício Zero" ("Null Offall", em luxemburguês).

"Queremos colocar em prática um plano concreto. Não apenas proibir, mas dar alternativas que funcionem. Trabalhando com municípios, cidadãos e empresas para consolidar nossas soluções", afirmou a ministra do Ambiente. "O plástico descartável é claramente o nosso problema número um".


Mais de 7,3 milhões de embalagens de plástico foram parar às caixas de correio em 2018
Número caiu para metade face a 2014.

O Luxemburgo continua a gerar mais lixo per capita do que a média dos países da União Europeia (UE). A cada hora, são produzidas cerca de três toneladas de resíduos de plástico, num país de 614.000 habitantes. Num ano, essa quantidade equivale a quatro torres Eiffel, sendo que apenas um terço é reciclado adequadamente, de acordo com o Ministério do Ambiente.

No início de março, o Parlamento Europeu aprovou o fim dos produtos de plástico descartáveis, a partir de 2021. Alguns supermercados, como o Delhaize e o Cactus, já utilizam apenas sacos descartáveis, mas ainda há muito trabalho por fazer.


Greve ambiental. “Para quê estudar se não temos futuro?"
Milhares de jovens encheram as ruas da cidade do Luxemburgo, esta sexta-feira, em protesto contra a inação do Governo para salvar o planeta. Um movimento mundial que no Luxemburgo começou com três alunas portuguesas.

Entre 15 de maio e 20 de junho, vão ser realizadas pelo país cinco sessões abertas ao público, mediante inscrição, onde irão ser discutidas e reunidas ideias concretas para reduzir o lixo produzido no Luxemburgo. "Não vamos encontrar soluções para tudo, mas há muitas áreas nas quais podemos abdicar do plástico", diz a ministra do Déi Gréng, utilizando como exemplo a mercearia Ouni, onde os produtos - desde legumes a detergente para a loiça - são vendidos sem embalagem.

No dia 25 de abril, 55 empresas comprometeram-se a eliminar definitivamente os plásticos de utilização única, até ao final de 2020, uma iniciativa proposta pela organização Inspiring More Sustainability (IMS), no Luxemburgo. Para isso, começaram a proibir vários produtos de plástico, como copos, pratos, talheres, palhinhas ou sacos, das suas instalações . "É simples, 121 toneladas de plástico vão desaparecer graças a essa ação", afirma Nancy Thomas, diretora do IMS.


Differdange quer reduzir o uso de plástico
O município pediu às associações para acabarem com os pratos e utensílios descartáveis.

Entre as dezenas de empresas que aderiram a esta iniciativa ecológica, estão a ArcelorMittal, a Sodexo e a KPMG. Um "verdadeiro sucesso" para a ministra do Ambiente, que quer "trabalhar em todos os níveis da sociedade e encontrar parceiros para dizer não ao plástico".

Sessões do projeto "Desperdício Zero":

15. 05. 2019 - Park Hosingen (18:30 – 21:00 Centre culturel à Hosingen 9, Op der Héi L-9809 Hosingen)

04. 06. 2019 - Schifflange (18:30 – 21:00 Hôtel de Ville Salle Grand-Duc Jean 14, rue de la Libération L-3850 Schifflange)

13. 06. 2019 - Ell (18:30 – 21:00 Centre culturel Camille Ney 40, Haaptstrooss L-8530 Ell)

18. 06. 2019 - Luxemburgo (18:30 – 21:00 Centre culturel Tramsschapp 49, rue Ermesinde L-1469 Luxemburgo)

20. 06. 2019 · Echternach (18:30 – 21:00 Trifolion 2, porte St. Willibrord L-6486 Echternach)



Notícias relacionadas