Escolha as suas informações

Luxemburgo quer criar centro de investigação espacial
Luxemburgo 19.10.2019

Luxemburgo quer criar centro de investigação espacial

Luxemburgo quer criar centro de investigação espacial

Luxemburgo 19.10.2019

Luxemburgo quer criar centro de investigação espacial

O anúncio foi feito pelo vice-primeiro-ministro, Etienne Schneider, durante a visita ao Centro Europeu de Astronautas de Colónia, na Alemanha.

A acontecer, o Luxemburgo será o primeiro e único país europeu a criar um centro de investigação espacial. 

"Trata-se de uma iniciativa do Luxemburgo, mas consideramo-nos apenas um iniciador. Precisamos de parceiros", esclareceu o ministro da Economia e vice-primeiro-ministro Etienne Schneider durante uma visita a Colónia, na Alemanha, ao Centro Europeu de Astronautas (EAC), que faz parte da Agência Espacial Europeia. 

"Não existe tal coisa na Europa", acrescentou Schneider à imprensa.

A ideia é avançar para a criação de um centro público de investigação dedicado à extração, transformação e tratamento de recursos espaciais. O projeto deve avançar já em 2020. 

Segundo a RTL, o Grão-ducado pretende dar uma dimensão europeia ao projeto através de inúmeras parceriais. Deverá aproveitar a reunião da Agência Espacial Europeia do próximo mês em Sevilha, na Andaluzia, para promover o objetivo. 

Para o Luxemburgo, os recursos espaciais devem ser utilizados como combustível. "Se não tivermos de trazer combustível da Terra para o espaço, poupamos muitos custos", explica o ministro luxemburguês, que estima os ganhos da exploração dos recursos espaciais entre 170 e 250 mil milhões de euros nos próximos 25 anos.

Já em 2016, o país lançou um programa de diversificação económica baseado precisamente nestes recursos. Um ano depois, o parlamento aprovou uma lei que garante às empresas espaciais luxemburguesas a plena propriedade dos materiais recolhidos em corpos celestes.

Com perto de 600 mil habitantes, o país, também estabeleceu uma agência espacial em 2018 com foco em pesquisa, cooperação, financiamento e educação espacial. Prepara agora o próximo passo da investigação científica. 


Notícias relacionadas

Parlamento: Lei do Espaço será votada a 13 de julho
O Conselho de Estado não emitiu qualquer parecer contra o projeto-lei sobre a exploração de recursos espaciais, a chamada "lei do Espaço", que deverá assim ser votada na Câmara dos Deputados a 13 de julho próximo.
(FILES)This NASA file image obtained January 31, 2012 and taken by NASA's Near Earth Asteroid Rendezvous mission in 2000, shows a close-up view of Eros, an asteroid with an orbit that takes it somewhat close to Earth. A newly unveiled company with some high-profile backers — including filmmaker James Cameron and Google co-founder Larry Page — has announced  April, 24, 2012 plans to mine near-Earth asteroids for resources such as precious metals and water.
Planetary Resources, Inc. intends to sell these materials, generating a healthy profit for itself. But it also aims to advance humanity's exploration and exploitation of space, with resource extraction serving as an anchor industry that helps our species spread throughout the solar system.      AFP PHOTO/NASA/HANDOUT/               == RESTRICTED TO EDITORIAL USE - MANDATORY CREDIT " AFP PHOTO / - NO MARKETING NO ADVERTISING CAMPAIGNS - DISTRIBUTED AS A SERVICE TO CLIENTS ==
Luxemburgo lança-se na corrida ao ouro e minérios do espaço
O Luxemburgo quer atrair empresas e investidores para explorar os recursos naturais no espaço, incluindo minérios em asteróides, como o ouro ou a platina. O anúncio foi feito esta quarta-feira pelo ministro da Economia luxemburguês, Etienne Schneider, que sublinhou que o Grão-Ducado é o primeiro país europeu a criar um "quadro regulamentar e jurídico" favorável às empresas que queiram explorar comercialmente o espaço.
It may sound like something from a sci-fi movie but Luxembourg's joint-venture to mine asteroids is about to get very real.