Escolha as suas informações

Luxemburgo: Quase 20% dos residentes queixa-se de vizinhos barulhentos
Luxemburgo 02.01.2020 Do nosso arquivo online

Luxemburgo: Quase 20% dos residentes queixa-se de vizinhos barulhentos

Luxemburgo: Quase 20% dos residentes queixa-se de vizinhos barulhentos

Luxemburgo 02.01.2020 Do nosso arquivo online

Luxemburgo: Quase 20% dos residentes queixa-se de vizinhos barulhentos

O Grão-Ducado e Portugal estão entre os 10 países da União Europeia onde se sofre mais com o barulho das casas ao lado ou da rua, revela o Eurostat.

Quase um quinto (18,3%) da população da União Europeia (UE) queixou-se que sofria com o ruído vindo das casas dos seus vizinhos ou da rua em 2018, revela um estudo do Eurostat divulgado hoje.

Portugal é o quarto país entre os estados membros com maior número de queixas enquanto o Luxemburgo se encontra em 9º lugar entre os estados membros.

Pior mesmo estão os habitantes de Malta (28%), da Alemanha (27,8%) e Holanda (27,1%), que ocupam os três primeiros lugares deste ranking barulhento da UE.

Nestes três países um em cada quatro residentes diz sofrer com o barulho vindo do exterior, seja feito por quem vive paredes meias, ou vindo da rua.

Logo a seguir vem Portugal, com 23% dos inquiridos a queixarem-se deste problema, a Roménia (20,1%), Reino Unido (19,8%) e Chipre (19,6%).

O Luxemburgo e a Grécia, ambos 19,3%, encontram-se na 9ª posição.

Mais queixas entre os mais novos e sem filhos

Curiosamente, são as pessoas mais novas e que vivem sozinhas a quem mais incomoda os ruídos dos outros vizinhos ou do exterior. De acordo com o Eurostat, 26,6% das pessoas solteiras com menos de 65 anos queixou-se contra 15,7% das pessoas com mais de 65 anos.

E enquanto quase 21,8% das pessoas solteiras afirmaram ter sido perturbadas pelo barulho, esta percentagem diminuiu nas famílias com dois adultos (18,7%) e ainda mais nas famílias compostas por três ou mais adultos (16,2%).

Da mesma forma, as famílias sem crianças dependentes (19,0%) queixaram-se mais do que aquelas que têm crianças (17,2%).

Sem surpresas é o facto que os vizinhos barulhentos e dos barulhos da rua incomodarem muito mais as pessoas que vivem nas cidades (24,1%) do que quem habita no campo (11%). As queixas na cidade são mais do dobro.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

9% dos trabalhadores têm contrato a termo no Luxemburgo
No Luxemburgo, 9% dos trabalhadores entre os 15 e os 64 anos tinham um contrato a termo certo no ano passado. Esta é a décima taxa mais baixa entre os países da União Europeia (UE) e fica muito abaixo da média, que é de 14,3%.