Escolha as suas informações

Luxemburgo 'põe de lado' 4.800 vacinas da AstraZeneca
Luxemburgo 2 min. 11.03.2021

Luxemburgo 'põe de lado' 4.800 vacinas da AstraZeneca

Luxemburgo 'põe de lado' 4.800 vacinas da AstraZeneca

Foto: Julian Stratenschulte/dpa
Luxemburgo 2 min. 11.03.2021

Luxemburgo 'põe de lado' 4.800 vacinas da AstraZeneca

Redação
Redação
Até o momento, 48.961 vacinas contra a covid-19 foram administradas no país.

A ministra da Saúde, Paulette Lenert, confirmou esta quinta-feira que quase 5.000 vacinas da AstraZeneca foram postas em suspenso no Grão-Ducado, após problemas  de saúde detetados em pacientes inoculados na Dinamarca e na Áustria. 

Segundo o Luxemburger Wort, o lote em questão no Grão-Ducado tem 4.800 doses e nenhum paciente foi inoculado com nenhuma das vacinas em causa, avançou a ministra. Rotulado ABV5300, o lote incluía um milhão de doses e tinha sido entregue a 17 países da União Europeia, incluindo o Luxemburgo. 

O problema é que o país esperava receber este mês mais de 18 mil doses da AstraZeneca,  processo que pode estar agora comprometido. O jornal inglês The Guardian escreve esta quinta-feira, que cinco Estados - entre eles o Luxemburgo - ponderam retirar o fármaco da AstraZeneca do plano de vacinação, mesmo após as conclusões preliminares da Agência Europeia de Medicamento (EMA) que já abriu uma investigação ao caso. A Noruega juntou-se entretanto a este grupo e também anunciou a suspensão "da vacinação com a (vacina) AstraZeneca. Aguardamos por mais informações para perceber se há alguma ligação entre a vacina e o caso de formação de coágulos sanguíneos", anunciou hoje Geir Bukholm, dirigente do Instituto Nacional de Saúde Pública da Noruega.

A Dinamarca foi o primeiro país a suspender o fármaco, esta quinta-feira, "por precaução e até novo aviso". A decisão surgiu "após relatos de casos graves de formação de coágulos sanguíneos em pessoas que foram vacinadas com a vacina da AstraZeneca", afirmou a Agência Nacional de Saúde dinamarquesa. As autoridades ressalvaram no entanto ser ainda cedo para concluir que haja uma ligação entre a vacina e os coágulos sanguíneos.

Ainda segundo o Wort, também na Áustria houve relato de uma morte e quatro casos de coagulação sanguínea em pacientes após terem recebido a vacina. As conclusões preliminares da EMA apontam para que a vacina não tenha sido a causa da morte de uma enfermeira de 49 anos.

De acordo com o The Guardian desta quinta-feira, Estónia, Lituânia, Letónia e o Luxemburgo, ponderam suspender o fármaco do plano de vacinação, uma informação que foi confirmada em parte pelo Grão-Ducado, pelo menos no que toca a este lote em específico.

O Luxemburgo encontra-se atualmente na fase 2 do plano de vacinação, para pessoas com mais de 75 anos e pessoas vulneráveis, independentemente da idade. Até ao momento, foram administradas 48.961 doses das três vacinas disponíveis contra a covid-19 no país: AstraZeneca, Moderna e Pfizer/BioNTech. 

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas