Escolha as suas informações

Luxemburgo. Número de doentes nos cuidados intensivos cai para 11
Luxemburgo 14.05.2020

Luxemburgo. Número de doentes nos cuidados intensivos cai para 11

Luxemburgo. Número de doentes nos cuidados intensivos cai para 11

Foto: Guy Jallay
Luxemburgo 14.05.2020

Luxemburgo. Número de doentes nos cuidados intensivos cai para 11

Manuela PEREIRA
Manuela PEREIRA
Nas últimas 24 horas não houve vítimas mortais a lamentar.

O Luxemburgo regista, esta quinta-feira, 3.915 casos de infeção pelo novo coronavírus, mais 11 casos nas últimas 24 horas, durante as quais não houve vítimas mortais a lamentar. 

O número de óbitos é de 103 desde esta quarta-feira. O número de pessoas recuperadas da doença subiu hoje para 3.665. São mais 36 pessoas curadas face aos dados publicados esta terça-feira pelo Ministério da Saúde. 


Segunda fase de desconfinamento. Saiba o que muda
O Luxemburgo começa esta segunda-feira, 11 de maio, mais uma fase de levantamento das restrições. Estas são algumas das mudanças que se podem esperar em relação aos dois últimos meses.

Há neste momento 144 (-28) pessoas com infeção ativa. O número de internamentos devido à covid-19 caiu consideravelmente nas últimas 24 horas. Há neste momento 78 (-11) doentes hospitalizados, dos quais 11 (-11) em unidades de cuidados intensivos. 

Isto é nas últimas 24 horas, o número de pacientes nos cuidados intensivos caiu para metade. Nas últimas 24 horas foram realizados 1.040 testes de despistagem à covid-19, elevando o número de pessoas testadas para 58.727. Destas, 12.879 não moram no Luxemburgo.


Operação ir a Portugal nas férias: difícil mas aconselhado
O governo português quer os emigrantes no verão e a Comissão Europeia já desenhou um plano para que os europeus possam ir de férias. Mas ainda falta abrir fronteiras, pôr aviões no ar, e garantir a segurança dos veraneantes.

Já Portugal regista hoje 1.184 mortes e 28.319 casos confirmados de covid-19.O mundo caminha para as 300 mil mortes provocadas pelo novo coronavírus. Há mais de 4,4 milhões infetados, dos quais mais de 1,5 milhões foram considerados curados.  

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas