Escolha as suas informações

Luxemburgo no topo da Europa ao nível da qualidade das águas nas zonas balneares
Luxemburgo 28.05.2016 Do nosso arquivo online
Relatório europeu

Luxemburgo no topo da Europa ao nível da qualidade das águas nas zonas balneares

Relatório europeu

Luxemburgo no topo da Europa ao nível da qualidade das águas nas zonas balneares

Foto: Marc Wilwert
Luxemburgo 28.05.2016 Do nosso arquivo online
Relatório europeu

Luxemburgo no topo da Europa ao nível da qualidade das águas nas zonas balneares

A água das zonas balneares da Europa está cada vez mais limpa, segundo aponta um relatório da Agência Europeia do Ambiente (AEA) que destaca o Luxemburgo como o Estado-membro com a melhor pontuação na qualidade das águas.

A água das zonas balneares da Europa está cada vez mais limpa, segundo aponta um relatório da Agência Europeia do Ambiente (AEA) que destaca o Luxemburgo como o Estado-membro com a melhor pontuação na qualidade das águas.

A grande maioria dos Estados-membros apresenta níveis de qualidade da água que estão em conformidade com as normas da União Europeia, e mais de 84% das zonas balneares analisadas (na UE, Suíça e Albânia) apresentam um nível de "excelência" da limpeza da água.  

Em 2015, a qualidade das águas balneares foi excelente em 90% das zonas balneares analisadas em oito Estados-Membros e o Luxemburgo lidera a tabela, com as 11 zonas balneares declaradas em níveis excelentes. No segundo lugar surgem países como o Chipre (99,1% das zonas balneares) Malta (97,7%), Grécia (97,2%), Croácia (94,2%), Itália (90,6%), Alemanha (90,3%) e Áustria ( 90,2%). 

Segundo a AEA, a qualidade da água tem atingido ou ultrapassado um nível satisfatório em 96% das 21 mil zonas balneares inspeccionadas em 2015, valor que se assume 0,9 pontos acima do obtido no ano passado. 

"Este é o resultado de 40 anos de investimento na melhoria das infra-estruturas de gestão da água e dos esgotos", disse o Comissário Europeu do Ambiente, Karmenu Vella. 

"Várias das principais áreas turísticas e cidades como Blackpool, Copenhaga e Munique também começam a recolher os frutos dos investimentos realizados para melhorar o tratamento dos sistemas de águas residuais, que se traduz em locais de banho mais limpos em zonas portuárias, ao longos dos cursos de água urbana e nas praias fluviais", sublinhou a AEA.

A França e a Itália surgem no fim da lista com o maior número de locais com qualidade da água inadequada (95 cada), mas, em termos percentuais, os países que apresentam os piores resultados são a Grã-Bretanha, Irlanda e Países Baixos. 

O Contacto tem uma nova aplicação móvel de notícias. Descarregue aqui para Android e iOS. Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

O Luxemburgo é o país da União Europeia com melhor qualidade de água nas zonas balneares. De acordo com um estudo divulgado esta segunda-feira pela Agência Europeia do Ambiente, todas as zonas balneares do Luxemburgo tinham uma excelente qualidade de água em 2017.
Praia fluvial de Bourscheid.