Escolha as suas informações

Mais de uma centena de cães e gatos contraíram covid-19 no Luxemburgo
Luxemburgo 18.06.2021
Luxemburgo

Mais de uma centena de cães e gatos contraíram covid-19 no Luxemburgo

Luxemburgo

Mais de uma centena de cães e gatos contraíram covid-19 no Luxemburgo

Foto: AFP
Luxemburgo 18.06.2021
Luxemburgo

Mais de uma centena de cães e gatos contraíram covid-19 no Luxemburgo

Susy MARTINS
Susy MARTINS
O contágio do animal para o homem é “raro”, de acordo com o ministro da Agricultura. Daí não estar previsto vacinar os animais.

Os animais também correm o risco de serem infetados com o SARS-CoV-2. No Luxemburgo há confirmação de mais de uma centena de casos. De acordo com o Governo, 62 cães e 60 gatos contraíram a covid-19.

Os números são avançados pelo ministro da Agricultura, Romain Schneider, em resposta parlamentar ao deputado liberal (DP), Gusty Graas. O Instituto de Saúde do Luxemburgo (Luxembourg Institute of Health, na designação oficial em inglês) está a levar a cabo essas análises em colaboração com alguns consultórios veterinários e a Inspeção Veterinária. No total foram realizadas 504 análises para detetar o novo coronavírus nos animais.

Segundo Romain Schneider, os especialistas partem do princípio que o vírus é transmitido pelos seres humanos aos animais, uma vez que a maioria das infeções foi detetada em casas onde pelo menos uma pessoa tinha contraído a covid-19. O contágio do animal para o homem é “raro”, de acordo com o ministro da Agricultura. Daí não estar previsto vacinar os animais. Para além disso, os sintomas nos animais são raros e sem consequências para eles.

No entanto, o ministro diz que caso venha a haver uma vacina no mercado europeu para os animais, caberá aos donos tomar a decisão se querem ou não vacinar o seu animal. Para além da centena de casos em cães e gatos, Romain Schneider garante que não há registo de coelhos ou furões contaminados.  

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas