Escolha as suas informações

Luxemburgo. Incidência e hospitalizações por covid-19 foram quase o dobro nos não-vacinados
Luxemburgo 2 min. 30.12.2021
Pandemia

Luxemburgo. Incidência e hospitalizações por covid-19 foram quase o dobro nos não-vacinados

Pandemia

Luxemburgo. Incidência e hospitalizações por covid-19 foram quase o dobro nos não-vacinados

Foto: DPA
Luxemburgo 2 min. 30.12.2021
Pandemia

Luxemburgo. Incidência e hospitalizações por covid-19 foram quase o dobro nos não-vacinados

Ana TOMÁS
Ana TOMÁS
Na semana de 20 a 26 de dezembro, 13 dos 19 pacientes internados nas unidades de cuidados intensivos não estavam vacinados, refere o mais recente relatório semanal dos ministérios da Saúde e Educação.

Nas 2.688 infeções detetadas de 20 a 26 de dezembro, a taxa de incidência nos não vacinados foi quase o dobro da verificada entre os vacinados. De acordo com o mais recente relatório de balanço semanal, a incidência de infeções foi de 623,89 por 100.000 pessoas não vacinadas, por comparação com 328,44 por 100.000 pessoas com um calendário de vacinação completo.


Luxemburgo. 80% da população a partir dos 12 anos já tem vacinação completa
Na semana de 20-26 de dezembro, o país atingiu um máximo de 442.896 pessoas com esquema vacinal completo.

Os internamentos hospitalares também refletiram essa diferença. Na última semana, 29 dos 47 pacientes hospitalizados nos cuidados normais (enfermaria) não estavam vacinados, sendo que os restantes 18 tinham o programa de vacinação completo. Nos cuidados intensivos a proporção de não vacinados foi ainda superior: 13 dos 19 pacientes internados nessas unidades não estavam vacinados.

Face à semana anterior, entre 20 e 26 de dezembro registou-se uma redução do número de pessoas internadas, que passou de 58 para 47 em enfermaria e de 22 para 19 nas unidades de cuidados intensivos.

A média de idade dos pacientes internados também diminuiu, de 64 para 61 anos.  

Durante a última semana foram registadas seis mortes relacionadas com a covid-19, com a idade média dos falecidos a situar-se nos 85 anos.

Taxa de incidência aumentou nas faixas etárias dos 15 aos 45 anos

Entre 20 e 26 de dezembro, o número de pessoas com testes positivos para a covid-19 desceu ligeiramente (-1%), passando de 2.727 para 2.688.  A média de idade das pessoas diagnosticadas com a infeção foi de 32,9 anos.  

Em comparação com a semana anterior, a taxa de incidência aumentou substancialmente nos grupos etários 15-29 (+36%) e 30-45 (+13%), e diminuiu nas outras faixas, em especial nos grupos etários dos 75 e mais anos (-33%) e nos 0 aos 14 (-25%). A taxa de incidência mais baixa foi registada no grupo etário a partir dos 75 anos (91,4 casos por 100.000 habitantes).   


Luxemburgo com recorde de novos casos. Mais 1.053 novos infetados nas últimas 24 horas
País segue a tendência de vários países do mundo, com novo máximo diário de infeções. Mas mortalidade mantém-se baixa e os internamentos estáveis.

Entre 20 e 26 de dezembro, foram realizados 25.070 testes PCR, um número abaixo dos 30.922 da semana anterior, e 78 pessoas testaram positivo em testes rápidos de antigénio, por comparação com 59 resultados positivos na semana anterior.

A taxa de positividade em todos os testes realizados (prescrições, rastreio de contactos) aumentou de 8,82% para 10,72%.   

O relatório mostra, por outro lado, uma redução do índice de transmissibilidade (Rt), entre 20 e 26 de dezembro, para 0,92 (face a 1,00 na semana anterior). Também a taxa de incidência diminuiu para 423 casos por 100.000 habitantes durante 7 dias, em comparação com os 430 casos por 100.000 habitantes registados na semana precedente.

A 26 de dezembro o número de infeções ativas no país era de 5.479, o que reflete um ligeiro aumento por comparação com as 5.414 contabilizadas a 19 de dezembro. Já o número de pessoas curadas passou de 90.711  para 93.328, nesse período. 



Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas