Escolha as suas informações

Luxemburgo equaciona comprar armas juntamente com outros países da UE
Luxemburgo 18.05.2022
Defesa

Luxemburgo equaciona comprar armas juntamente com outros países da UE

O ministro da Defesa do Luxemburgo, François Bausch.
Defesa

Luxemburgo equaciona comprar armas juntamente com outros países da UE

O ministro da Defesa do Luxemburgo, François Bausch.
Foto: Anouk Antony
Luxemburgo 18.05.2022
Defesa

Luxemburgo equaciona comprar armas juntamente com outros países da UE

Susy MARTINS
Susy MARTINS
O Grão-Ducado está a ponderar comprar armas juntamente com outros países da União Europeia (UE). A informação foiavançada na terça-feira pelo ministro da Defesa, François Bausch, durante a reunião com os homólogos europeus, em Bruxelas.

Segundo o ministro, a compra conjunta de armas seria uma boa solução por duas razões principais. Em primeiro lugar permitiria obter melhores preços. Por outro lado, facilitaria a coordenação entre os diferentes países.

François Bausch acrescentou que uma tal abordagem também ajudaria o Luxemburgo a atingir o objetivo estabelecido pela NATO, que consiste em gastar 2% do PIB em defesa. O Luxemburgo situa-se atualmente abaixo desse valor com 0,65% do PIB.

O ministro da Defesa frisou que, para já, ainda não foi abordada a forma como a compra conjunta de armas se iria processar.


Os embaixadores da Finlândia e da Suécia, ao lado do secretário-geral da NATO, Jens Stoltenberg (ao centro), entregaram esta quarta-feira os pedidos de adesão dos dois países à organização.
Finlândia e Suécia entregam candidaturas à NATO em dia "histórico"
"A vossa adesão à NATO vai aumentar a nossa segurança partilhada", disse o secretário-geral da Aliança Atlântica, Jens Stoltenberg.

Ministro da Defesa da Letónia no Luxemburgo

O ministro da Defesa da Letónia, Artis Pabriks, efetua esta quarta-feira uma visita de trabalho ao Luxemburgo.

O governante letão vai ser recebido pelo homólogo luxemburguês, François Bausch, com quem fará o balanço das relações bilaterais sobre a defesa, tendo em vista a cimeira da NATO, agendada para os dias 28, 29 e 30 de junho em Madrid.

(Com Henrique de Burgo)

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas