Escolha as suas informações

Luxemburgo é o segundo país com maior taxa de casos de coronavírus
Luxemburgo 24.03.2020 Do nosso arquivo online

Luxemburgo é o segundo país com maior taxa de casos de coronavírus

Luxemburgo é o segundo país com maior taxa de casos de coronavírus

Foto: AFP
Luxemburgo 24.03.2020 Do nosso arquivo online

Luxemburgo é o segundo país com maior taxa de casos de coronavírus

O Grão-Ducado já ultrapassou a Itália na taxa de casos por um milhão de habitantes.

(hdb) - O Luxemburgo estatisticamente é o segundo país do mundo com mais casos positivos de coronavírus por cada milhão de habitantes.

Com a atualização de novos casos, feita esta tarde pelo Ministério da Saúde, o Grão-Ducado ultrapassa a Itália e regista agora uma média de 1,756 casos por cada milhão de habitantes.

Em números reais, o Luxemburgo apresenta até ao momento 1.099 casos de pessoas infetadas e oitos mortos entre uma população de cerca de 600 mil pessoas.


Montalegre, 19/05/2019 - A exploração de Lítio já está a começar em Portugal. Em Montalegre a população está contra a exploração, teme que os solos fiquem contaminados e que cause danos irreversíveis. Adérito Gonçalves é pastor
(Rui Oliveira/Global Imagens)
Covid-19. Os emigrantes que regressam às aldeias e os velhos que os querem abraçar
Na última semana, milhares de emigrantes regressaram às aldeias do interior de Portugal para tentarem isolar-se da pandemia. Alguns transportam o vírus para lugares de população idosa e em risco. As autoridades locais temem um desastre.

À frente do Luxemburgo está ainda a Islândia, país com apenas 364 mil habitantes e com uma taxa de 1,899 casos por milhão de residentes, segundo dados divulgados pelo WorldoMeter, site que reúne os números oficiais de cada país sobre o Covid-19.

O pódio é fechado pela Itália, com uma taxa de 1,144 casos, seguida pela Suíça (1.053).

Portugal aparece a meio da tabela com 232 casos por milhão de habitantes.


Construction Luxembourg, Cloche d'or,  le 20 Septembre 2018. Photo: Chris Karaba
Luxemburgo. Quase 7000 empresas já pediram apoio para desemprego parcial
Estes pedidos foram feitos só numa semana. O governo prevê gastar 500 milhões de euros em subsídios a estes trabalhadores em março devido à crise do coronavírus.

A lista inclui ainda taxas mais elevadas que a do Luxemburgo, mas que são referentes a pequenos Estados, como São Marino, Ilhas Faroé ou Andorra.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas