Escolha as suas informações

Luxemburgo disposto a receber pacientes com covid-19 vindos de Portugal
Luxemburgo 19.01.2021 Do nosso arquivo online

Luxemburgo disposto a receber pacientes com covid-19 vindos de Portugal

Luxemburgo disposto a receber pacientes com covid-19 vindos de Portugal

Foto: Christophe Olinger
Luxemburgo 19.01.2021 Do nosso arquivo online

Luxemburgo disposto a receber pacientes com covid-19 vindos de Portugal

Diana ALVES
Diana ALVES
Garantia foi dada pela ministra da Saúde, Paulette Lenert.

Se o Governo português pedir o Luxemburgo está disposto a receber pacientes com covid-19 vindos de Portugal. A garantia foi dada esta terça-feira pela ministra da Saúde, Paulette Lenert, em resposta a uma questão dos deputados Sven Clement e Marc Goergen, do Partido Pirata. 

Tendo em conta a situação sanitária difícil que se vive em Portugal e o facto de o Luxemburgo estar a atravessar uma fase menos tensa, os deputados queriam saber se o Governo de Xavier Bettel tenciona propor o acolhimento de pacientes oriundos de Portugal. Na missiva, os parlamentares faziam também referência à comunidade lusa radicada no Grão-Ducado, a maior do país, e aos "laços muito profundos que unem cidadãos portugueses e luxemburgueses".

Na resposta a ministra da Saúde mostra-se aberta a essa possibilidade, frisando que, se for feito um pedido nesse sentido, o Governo está disposto a avançar, à semelhança do que foi feito na primavera do ano passado quando os hospitais luxemburgueses receberam pacientes provenientes da Grande Região.

Quanto ao eventual número de pacientes que poderiam ser transferidos para as unidades hospitalares luxemburguesas, Lenert sublinha que essa é uma questão que teria de ser definida em concertação com os diferentes hospitais e em função das suas capacidades. O Luxemburgo registou nas últimas semanas uma diminuição do número diários de infeções pelo novo coronavírus, o que tem permitido aos hospitais parar para respirar. Na semana passada a média diária de novos casos foi de 147. 


Ministra. "Temos de ser prudentes, com as novas variantes covid o risco é muito grande"
Paulette Lenert alerta que "janeiro é um muito crítico” da pandemia, sobretudo por causa das novas estirpes do vírus e pede para não haver relaxamento dos gestos barreira. A vacina ainda não evita um novo confinamento.

Já em Portugal, o cenário é o oposto. Esta segunda as autoridades de saúde do país deram conta de 6.702 novos casos detetados em apenas 24 horas e 167 mortes associadas à doença, um novo recorde diário de óbitos desde o início da pandemia.  

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas