Escolha as suas informações

Luxemburgo desmente a existência de uma "terceira vaga da pandemia"
Luxemburgo 05.10.2020

Luxemburgo desmente a existência de uma "terceira vaga da pandemia"

Diretor-Geral da Saúde, Jean Claude Schmit

Luxemburgo desmente a existência de uma "terceira vaga da pandemia"

Diretor-Geral da Saúde, Jean Claude Schmit
Foto: Guy Wolff
Luxemburgo 05.10.2020

Luxemburgo desmente a existência de uma "terceira vaga da pandemia"

Face às três novas mortes registadas em menos de uma semana, o Diretor Geral de Saúde, Jean-Claude Smith, garante que o Grão-Ducado não está a sofrer um novo embate da covid-19 e que as vítimas "tinham mais de 70 anos de idade".

Depois de quase dois meses sem registar qualquer óbito associado ao novo coronavírus, o Luxemburgo passou dos 124 para os 127 mortos entre a passada quinta e esta segunda-feira. Com o número de novas a infeções a não descer da casa dos dois a três dígitos, o Diretor Geral da Saúde luxemburguês afasta, no entanto, uma nova onda da pandemia. 

Em declarações ao L'Essentiel, Jean-Claude Smith diz que "esta não é uma terceira vaga". As mais recentes vítimas mortais tinham, garante, "mais de 70 anos de idade", não adiantando se tinham ou não outros problemas de saúde associados. 

"Houve um aumento de infeções nos últimos dias, mas não é uma terceira vaga", reconhece ainda. De acordo com balanço divulgado esta segunda-feira, as autoridades de saúde luxemburguesas identificaram 26 novos casos de covid-19.

Com a soma destes novos casos, o Luxemburgo acumula, portanto, um total de 8.959 pessoas infetadas, desde da chegada da pandemia ao país, no último dia de fevereiro. 

Quanto ao número de pacientes a precisar de cuidados médicos diários, há neste momento 24 pessoas hospitalizadas. Dessas, duas estão em cuidados intensivos, pelo que se pressupõe que estarão em estado considerado grave. 

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas