Escolha as suas informações

Mais de 13 mil doses da AstraZeneca deitadas ao lixo
Luxemburgo 06.12.2021
Covid-19

Mais de 13 mil doses da AstraZeneca deitadas ao lixo

Covid-19

Mais de 13 mil doses da AstraZeneca deitadas ao lixo

Foto: AFP
Luxemburgo 06.12.2021
Covid-19

Mais de 13 mil doses da AstraZeneca deitadas ao lixo

Susy MARTINS
Susy MARTINS
O Luxemburgo destruiu 13.110 doses da vacina AstraZeneca porque a data de validade destes fármacos caducou a 30 de novembro.

A informação foi avançada pela ministra da Saúde, Paulette Lenert, em resposta parlamentar ao deputado Sven Clement do Partido Pirata. Devido às polémicas que surgiram à volta desta vacina, nomeadamente os casos raros de coágulos sanguíneos, esta deixou de ser administrada desde 5 de novembro na população do Luxemburgo. 

Resultado: mais de 13.000 doses do fármaco foram parar ao lixo, num total de 113 frascos. Na resposta Paulette Lenert acrescenta mesmo que não foi possível doar estas doses a outros países, uma vez que a data de validade estava prestes a caducar. 


Covid-19. EMA conclui que risco de miocardite e pericardite após vacinação é "muito raro"
Apenas "uma em cada 10.000 pessoas vacinadas" com vacinas RNA mensageiro (Pfizer e Moderna) "pode ser afetada” por estas condições inflamatórias do coração, refere o regulador europeu.

A ministra afirmou ainda que o Grão-Ducado já não recebe qualquer dose deste fármaco. Atualmente são administradas no país as vacinas da Pfizer/BioNTech, Moderna e Janssen (dose única). No caso da Moderna é administrada a pacientes com mais de 30 anos. 

O Executivo luxemburguês tenta dar mais um impulso à vacinação no país, que é ainda "muito baixa", considerou o primeiro-ministro, Xavier Bettel, na semana passada. 

Entre 6 de 12 de dezembro as autoridades organizam a "Semana da vacinação" contra a covid-19 para dar um impulso à imunização contra o vírus no país.



Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas