Escolha as suas informações

Luxemburgo declara recolher obrigatório das 23h00 às 6h00
Luxemburgo 2 min. 23.10.2020

Luxemburgo declara recolher obrigatório das 23h00 às 6h00

Luxemburgo declara recolher obrigatório das 23h00 às 6h00

Foto: Guy Wolff
Luxemburgo 2 min. 23.10.2020

Luxemburgo declara recolher obrigatório das 23h00 às 6h00

Madalena QUEIRÓS
Madalena QUEIRÓS
O primeiro-ministro, Xavier Bettel, anunciou que esta medida deverá durar, para já, um mês.

O Luxemburgo entra em recolher obrigatório das 23h0o às 6h00. Uma decisão anunciada pelo chefe do Governo, Xavier Bettel, no final da reunião do conselho de Governo. Uma medida que deverá ter a duração de um mês. 

Outra das restrições anunciadas é limitar a quatro, o número máximo de pessoas, que se podem receber em casa. "Em todos os encontros com mais de quatro pessoas será obrigatório o uso de máscara", acrescentou o primeiro-ministro. 

Medidas que se justificam com o crescimento do número de casos nas últimas 72 horas. "O vírus está por todo o lado", afirmou o primeiro ministro,  Xavier Bettel. "Temos que reduzir os contactos e a inter-acção entre as pessoas", reafirmou o chefe do Governo.  "O vírus está  a propagar-se", sublinhou Xavier Bettel.

Quanto aos restaurantes e cafés aplica-se a mesma regra: só podem estar, no máximo, quatro pessoas à mesa, salvo se viverem na mesma habitação. Já os clientes de restaurantes "devem estar em casa às 11h00". Mas "nada impede os proprietários de restaurantes de prestar o seu último serviço antes das 23 horas" sublinhou  Xavier Bettel.

Todos os campeonatos desportivos serão suspensos, com excepção dos jogos da primeira divisão. A liga BGL, por exemplo,  vai continuar. No desporto, os treinos só poderão ser praticados no máximo por quatro pessoas, sem uso de máscara. 

Todas estas medidas deverão ser analisadas na próxima segunda-feira, na comissão da saúde no Parlamento, para que os textos legislativos possam chegar rapidamente ao processo legislativo. As novas regras deverão entrar em vigor até ao final da próxima semana.  

Para quem não cumprir o recolher obrigatória serão determinadas "novas sanções", acrescentou Bettel.

O primeiro-ministro afirmou ainda que "a situação nos últimos três dias mudou de forma preocupante".  Por isso o Governo teve que anunciar estas medidas "porque o número de contaminações aumentou muito". "Caso não tomassemos medias corriamos o risco de "perder o controlo da situação nos próximos dias", sublinhou Bettel.

Neste momento nas unidades hospitalares, já existem muitos profissionais  em falta por estarem em quarentena. 

"Se não houvesse uma reação agora, correríamos  o risco de chegar a uma situação em que o número de pessoas que trabalham nos hospitais iria diminuir e o número de pessoas a aceder aos hospitais  aumentar", sublinhou. 

Já há cerca de 76 pacientes nos hospitais, a que acrescem mais dez em cuidados intensivos, anunciou Xavier Bettel, que apontou "uma vaga de infeções nos hospitais"  

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas