Escolha as suas informações

Luxemburgo. Crianças até aos 12 anos não precisam de CovidCheck
Luxemburgo 2 min. 09.10.2021
Nova 'Lei covid'

Luxemburgo. Crianças até aos 12 anos não precisam de CovidCheck

Nova 'Lei covid'

Luxemburgo. Crianças até aos 12 anos não precisam de CovidCheck

Photo : GettyImages
Luxemburgo 2 min. 09.10.2021
Nova 'Lei covid'

Luxemburgo. Crianças até aos 12 anos não precisam de CovidCheck

Paula SANTOS FERREIRA
Paula SANTOS FERREIRA
O Governo vai distribuir bónus para testes gratuitos aos menores que ainda não têm idade para ser vacinados, ou possuem contraindicações à vacina anti-covid.

Com a entrada em vigor da nova ‘Lei covid’, partir de 19 de outubro, apenas as crianças com mais de 12 anos vão necessitar de apresentar o CovidCheck, nos locais onde seja exigido este certificado, e não a partir dos seis anos como está agora estipulado. O anúncio foi feito ontem pelo primeiro-ministro Xavier Bettel na conferência de apresentação das novas medidas da ‘Lei covid’ que serão mais restritivas do que as atuais.

O aumento da idade prende-se com o facto de a vacinação anti-covid só ser permitida a partir dos 12 anos.

Photo : AFP

Também os menores vão continuar a beneficiar de testes de rastreio gratuitos que são já realizados nas escolas. Contudo, a ministra da Saúde adiantou na sexta-feira que às crianças entre os seis e os 12 anos serão distribuídos bónus para a realização de testes de rastreio gratuitos. A mesma medida é aplicada às crianças e jovens que possuam contraindicação para a vacina.

Recorde-se que a partir de 18 de outubro e até 29 de novembro irá decorrer uma campanha de vacinação para os alunos do ensino secundário. Algumas escolas vão oferecer as viagens de autocarro aos estudantes até aos centros de vacinação enquanto noutras a equipa móvel de vacinação irá ao estabelecimento.


Atualmente, cerca de 55% dos estudantes do ensino secundário estão totalmente vacinados.
Vacinação para alunos do ensino secundário começa a 18 de outubro
Atualmente, cerca de 55% dos estudantes do ensino secundário estão totalmente vacinados.

 Com a entrada em vigor da nova ‘Lei Covid’, a 19 de outubro os testes rápidos e autotestes à covid vão deixar de ser válidos nos locais com regime CovidCheck.

Este certificado, que prova que a pessoa está vacinada, recuperada da infeção covid, ou possui um teste PCR negativo com menos de 72 horas, foi alargado a novos locais, como a restauração e outros setores da Horeca, a empresas e atividades de lazer.

Apelos à vacinação

Para xavier Bettel, a imposição de medidas mais restritivas para não vacinados tem como objetivo convencer mais pessoas a se vacinarem e assim terem “uma vida mais facilitada e com mais liberdades”.


Autotestes rápidos deixam de ser válidos
As empresas privadas passam a poder instalar o regime covid-check e exigir certificado de vacinação ou testes aos seus trabalhadores.

No Luxemburgo, 23,1% da população continua a resistir à vacinação, sobretudo pessoas com mais idade, mas o governo quer atingir os 80% de população vacinada para que o país consiga chegar à imunidade coletiva e vencer assim a pandemia.

A vacina é a única forma de lutar contra a covid, reduzindo os riscos de doença grave nos vacinados e diminuindo as novas infeções, recordaram Xavier  Bettel e Paulette Lenert.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

No Luxemburgo, as empresas do setor público e privado podem adotar o regime CovidCheck que entra em vigor a 1 de novembro, tornando obrigatório para os funcionários a apresentação do certificado, anunciou esta tarde Xavier Bettel.