Escolha as suas informações

Luxemburgo conhece hoje plano de emergência de gás
Luxemburgo 19.10.2022
Energia

Luxemburgo conhece hoje plano de emergência de gás

Energia

Luxemburgo conhece hoje plano de emergência de gás

Foto: Alain Jocard/AFP
Luxemburgo 19.10.2022
Energia

Luxemburgo conhece hoje plano de emergência de gás

Susy MARTINS
Susy MARTINS
Plano será apresentado às 13h pelo ministro da Energia, Claude Turmes. Saiba o que está em causa.

A palavra de ordem é a prevenção. O ministro da Energia, Claude Turmes, apresenta esta quarta-feira às 13h o plano de emergência caso as reservas de gás se esgotem.

Em concreto, Turmes vai revelar quais serão as empresas prioritárias em caso de falta de gás e quais estarão obrigadas a reduzir a produção. 


Enovos. Risco de escassez de energia ainda existe
Segundo Claude Simon, responsável pela venda de gás e eletricidade na Enovos, em caso de um inverno frio e longo, as reservas atuais poderão não chegar.

Aquando da apresentação do plano de poupança energética do Grão-Ducado, em setembro, o ministro da Energia alertou que, apesar de haver stocks de gás na Europa, este não será suficiente caso a Rússia feche as torneiras. De tal forma que os países do bloco tinham acordado em reduzir o consumo de gás em 15%. 

O ministro da Energia assumiu ainda, na altura, que caso o abastecimento esteja em risco, será necessário reduzir o consumo por particulares e empresas.


Ministro da Energia: "Poderemos passar a uma fase de redução obrigatória de consumo"
O cenário de obrigar os consumidores a reduzir o consumo poderá estar em cima da mesa, revela Claude Turmes, ministro da Energia, Ambiente e Administração do Território. Apostar no nuclear? Nem pensar, responde o governante.

 

Numa resposta parlamentar recente, Turmes indicou ainda que a reserva total de combustível disponível para abastecer o território nacional em caso de emergência são de 45 dias. Mas assegurou que a atualmente não há atualmente uma escassez aguda de produtos petrolíferos no Grão-Ducado. 

O Contacto tem uma nova aplicação móvel de notícias. Descarregue aqui para Android e iOS. Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas