Escolha as suas informações

Luxemburgo: 30% da população adulta sofre de hipertensão arterial

Luxemburgo: 30% da população adulta sofre de hipertensão arterial

Foto: Shutterstock
Luxemburgo 17.05.2018

Luxemburgo: 30% da população adulta sofre de hipertensão arterial

Cerca de 30% da população adulta do Luxemburgo sofre de hipertensão arterial, de acordo com dados do Ministério da Saúde. No Dia Mundial da Hipertensão Arterial, que hoje se assinala hoje, a tutela alerta que é uma das taxas “mais elevadas da Europa”.

Os dados do ministério da Saúde revelam que o número de pessoas hipertensas no Luxemburgo duplicou entre 1975 e 2015.

A partir dos 60 anos de idade, praticamente dois terços dos residentes são atingidos pela patologia. Contudo, uma em cada duas desconhece que sofre da doença.

No Dia Mundial da Hipertensão, a tutela alerta para a importância da despistagem, sublinhando que “todos os adultos” devem estar atentos e medir a tensão regularmente.

Considerada uma patologia silenciosa, a hipertensão pode destruir os vasos sanguíneos e órgãos vitais como o coração, o cérebro e os rins, provocando doenças muito graves.

Foto: Shutterstock

Problemas cardíacos, insuficiências renais e acidentes vasculares cerebrais (AVC) são algumas das complicações associadas à tensão alta, o principal fator de risco de várias doenças cardiovasculares.

Uma alimentação saudável e exercício físico regular são as melhores armas para lutar contra a doença, ao passo que o tabaco, o álcool e o consumo excessivo de sal e açúcar são os piores inimigos.

Quando uma mudança ao nível do estilo de vida não chega para fazer baixar a tensão, os doentes têm de recorrer à medicação.

Fala-se em hipertensão arterial quando os níveis da chamada pressão máxima e mínima são iguais ou superiores a 140/90 milímetros de mercúrio (mmHg).

Alguns dos sintomas são dores de cabeça localizados na parte da nuca, sobretudo de manhã, e falta de ar após pequenos esforços físicos.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba a nossa newsletter das 17h30.