Escolha as suas informações

Luxemburgo. 16 doentes curados nas últimas horas, 190 já tiveram alta no total
Luxemburgo 2 min. 05.04.2020 Do nosso arquivo online

Luxemburgo. 16 doentes curados nas últimas horas, 190 já tiveram alta no total

Luxemburgo. 16 doentes curados nas últimas horas, 190 já tiveram alta no total

AFP
Luxemburgo 2 min. 05.04.2020 Do nosso arquivo online

Luxemburgo. 16 doentes curados nas últimas horas, 190 já tiveram alta no total

Paula SANTOS FERREIRA
Paula SANTOS FERREIRA
Os números de pacientes infetados que já recuperaram e estão bem está a aumentar no Grão-Ducado, o que é uma boa notícia.

Na história da epidemia no Luxemburgo já há notícias mais animadoras. Desde sexta-feira à noite até sábado 16 doentes que estavam internados tiveram alta hospitalar, por os médicos os considerem já tratados e recuperados da doença.

No total, desde o início da epidemia no país quase 200 pessoas, 190 respectivamente, tiveram alta hospitalar, o que é uma boa notícia. Foi a 29 de fevereiro que o Luxemburgo registou o primeiro caso de covid-19 no país.


Covid-19.Número de infetados no Luxemburgo sobe para 2729
Nas últimas 24 horas foram registados mais de 100 casos positivos.

No entanto, atualmente e com o aproximar do pico da epidemia, os números de infeções vão continuar a aumentar, nestes dias, segundo prevêm os especialistas.

Recorde-se que no último balanço divulgado pelo primeiro-ministro Xavier Bettel e pela ministra da Saúde Paulette Lenert, sábado à noite, registaram-se 117 novas infeções pelo novo coronavírus, subindo o total para 2729 casos, no país. A média de idades das pessoas contaminadas é de 46 anos. Também o número de casos mortais permanece estável. 

Taxa de letalidade baixa

Como já anunciou a ministra da Saúde, Paulette Lenert, "a taxa de letalidade é de 1,1%, o que é bastante baixa", tal como o Contacto já tinha avançado. A taxa de letalidade refere-se ao número de mortes por uma doença, entre o número de pessoas infetadas, neste caso pela covid-19.  Já a taxa de mortalidade é o índice demográfico que representa o número de mortes entre o total da população do país, por todas as causas.

Apesar da letalidade pelo novo coronavírus ser menor no país, Paulette Lenert avisa: "não devemos pensar que existe menos perigo no Luxemburgo, do que noutros lugares". 


Covid-19 . Luxemburgo "tem das mais baixas taxas de letalidade"
A ministra da Saúde, Paulette Lenert, afirmou que "os tempos mais difíceis ainda estão para vir".

Aliás, a população tem de continuar a respeitar o confinamento em casa, para evitar que a situação no país piore.  "Os tempos mais difíceis ainda estão para vir. Ainda não atingimos o pico", precisou a ministra.

Durante o dia de hoje será divulgado os novos dados sobre a situação no país.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas