Escolha as suas informações

Lugares de estacionamento vão aumentar no Luxemburgo e junto às fronteiras
Luxemburgo 4 min. 25.02.2020

Lugares de estacionamento vão aumentar no Luxemburgo e junto às fronteiras

Lugares de estacionamento vão aumentar no Luxemburgo e junto às fronteiras

Foto: Gerry Huberty
Luxemburgo 4 min. 25.02.2020

Lugares de estacionamento vão aumentar no Luxemburgo e junto às fronteiras

Álvaro CRUZ
Álvaro CRUZ
Medida está relacionada com a gratuitidade dos transportes públicos que entra em vigor a partir de 1 de março deste ano.

O Grão-Ducado prevê um aumento considerável de lugares nos vários parques de estacionamento de norte a sul do país, para fazer face à gratuitidade dos transportes públicos, que entra a vigor a 1 de março deste ano. Ao mesmo  tempo, algumas localidades em França e na Bélgica, nas imediações das fronteiras com o Luxemburgo, preparam-se para aumentar o número de lugares nos parques de estacionamento até ao final deste ano. Ainda de acordo com a edição francesa do Luxemburger Wort, nalguns casos está mesmo prevista a construção de novas unidades num futuro próximo. 

As estações de comboio do Grão-Ducado anunciaram recentemente mais vagas de estacionamento para automóveis ligeiros. O anúncio foi feito pelos Caminhos de Ferro Luxemburgueses (CFL), de forma a minorizar os atrasos que se vão sentir na circulação de algumas rotas com o arranque das obras de manutenção e expansão. 

Em Ettelbruck, os condutores vão ter mais 430 lugares de estacionamento disponíveis. A partir de 2022/2023 os CFL prevêm que a estação do norte passe a ser uma das mais movimentadas do país com a expansão da estação de autocarros que vai possibilitar um intercâmbio entre os dois transportes.

Gare de Etrtelbruck vai beneficiar de um aumento de 430 lugares de estacionamento.
Gare de Etrtelbruck vai beneficiar de um aumento de 430 lugares de estacionamento.
Foto: John Lamberty

Na mesma linha 10, que passa por Ettelbruck e Mersch, a construção do novo P&R com mais 400 lugares deverá estar concluída em 2023. Os CFL vão modernizar a estação devido às crescentes exigências de mobilidade. A sul, Rodange também vai ter mais vagas para os condutores, cerca de 1.600 a partir de 2022.  

França e Bélgica com mais lugares junto das cidades fronteiriças

Os responsáveis da autarquia de Thionville, em França, anunciaram recentemente a construção de um novo parque de estacionamento (P&R) na zona de Metzange. As obras serão, inclusive, subsidiadas pelo Estado luxemburguês e deverão estar concluídas antes do final deste ano.  

A construção de um outro parque de estacionamento e o alargamento de outros espaços similares em zonas limítrofes de Thionville estão também a ser discutidos. Os planos deverão ser revelados em breve, afirmou a autarquia ao Contacto. Ainda em França, a região de Longwy deverá também ser beneficiada por um aumento de lugares de estacionamento.

Na Bélgica, a ideia da construção de parques de estacionamento ao longo da E411 (auto-estrada europeia que liga o Luxemburgo a Bruxelas) tem vindo a ganhar força nas últimas semanas. A associação Effet-Frontière pretende que os espaços e instalações junto à zona da antiga fronteira, em Sterpenich e Hondelange, sejam transformados em parques de estacionamento de forma a  aliviar o grande fluxo de trânsito no centro da cidade de Arlon. Do lado alemão, por enquanto, não estão previstas grandes mudanças.

Transportes gratuitos a partir de 1 de março

A partir do dia 1 de março, o Grão-Ducado vai tornar-se o primeiro país do mundo a ter uma rede nacional de transportes públicos gratuita, que inclui autocarros, comboios e elétrico. A medida vai custar 41 milhões de euros ao Estado luxemburguês. O grande objetivo é o de incentivar o uso dos transportes públicos, aliviar o grande fluxo de trânsito e diminuir o uso de carros individuais, permitindo soluções de mobilidade mais amigas do ambiente. 

O ministro dos Transportes, François Bausch, anunciou recentemente um pacote de novos investimentos nos caminhos de ferro e na mobilidade elétrica. Para os caminhos de ferro está previsto um investimento de 1,3 mil milhões de euros, entre 2019 e 2023. Ao mesmo tempo, a CFL comprometeu-se a investir 400 milhões de euros na aquisição de novos comboios entre 2021 e 2024. 

François Bausch está confiante nas melhorias do sistema ferroviário já a partir de 2023/2024, após a conclusão das obras nas estações da capital e de Ettelbruck e da nova linha de Bettembourg. A renovação desta última está orçada em 300 milhões de euros. O governo está ainda a trabalhar no desenvolvimento de formas de carregamento mais rápido para os carros elétricos nas autoestradas e pontos de carga em casa ou nos locais de trabalho. 

Outra das medidas em vista é acelerar a implantação de instalações que privilegiem fontes de energias renováveis, sobretudo a energia eólica, fotovoltaica, biomassa e geotérmica. No quadro do novo plano nacional integrado de energia, o executivo pretende mesmo um aumento do consumo de renováveis: de 11% em 2020 para entre os 23 e 25% em 2030.  

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba a nossa newsletter das 17h30.


Notícias relacionadas

Luxemburgo tornou-se no primeiro país com transportes públicos gratuitos
O principal objetivo do Governo é incentivar o uso de comboios, elétrico e autocarros para aliviar o enorme fluxo de trânsito e diminuir o uso de automóveis individuais, proporcionando ao mesmo tempo soluções de mobilidade mais amigas do ambiente. Uma medida que vai custar cerca 41 milhões de euros.