Escolha as suas informações

Legislativas. Noite amarga para o CSV
Luxemburgo 14.10.2018 Do nosso arquivo online

Legislativas. Noite amarga para o CSV

Legislativas. Noite amarga para o CSV

Foto: Luxemburger Wort/Gerry Huberty
Luxemburgo 14.10.2018 Do nosso arquivo online

Legislativas. Noite amarga para o CSV

O CSV continua a ser o partido mais votado nas legislativas luxemburguesas mas não atinge os seus objetivos. O atual primeiro-ministro, Xavier Bettel (DP), disse que esta coligação "tem condições para continuar", enquanto Wiseler pretende formar governo à frente do partido mais votado. A grande revelação da noite foi o Partido Pirata e o déi Gréng.

Dois factos notórios saltam à vista nestas eleições legislativas luxemburguesas. Por um lado, o partido dos cristãos-sociais (CSV), e apesar de vitória em percentagem de votos (28.31%), diminui a presença parlamentar para 21 deputados, algo que já tinha acontecido em 2013. Desta vez, o CSV perde dois deputados, algo que foi desvalorizado pelo candidato a primeiro-ministro Claude Wiseler, dizendo que o cristãos-sociais são o partido mais votado e que esperam formar governo.

Gouvernement du Grand-Duché de Luxembourg

O atual primeiro-ministro, Xavier Bettel (DP) disse que esta coligação "tem condições para continuar" e que as eleições tiveram um resultado "extraordinário". A atual aliança dos DP, LSAP e déi Gréng perde um deputado, passando de 32 para 31. O LSAP perdeu três deputados, o DP perdeu um lugar e os Verdes (déi Gréng) ganharam três assentos parlamentares. Questionado pela Rádio Latina/Contacto, Claude Thurmes mantém a expectativa de continuar no governo.

A subida do ADR soube-lhe a pouco: ganhou apenas um lugar, ficando a um deputado de constituir grupo parlamentar. Os Piratas foram a grande sensação da noite entrando no Parlamento com dois deputados, um no Centro e outro no Sul. No fecho da edição, os Piratas contabilizavam 6,45% no total dos votos. Finalmente, o déi Lénk manteve o mesmo número de deputados (2) forçando ligeiramente a votação.

Redação Contacto

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

Se as eleições legislativas fossem agora, a coligação governamental preferida dos residentes no Luxemburgo seria entre os cristãos-sociais do CSV e os Verdes, de acordo com a mais recente sondagem Politmonitor divulgada hoje.
De acordo com a  sondagem, Felix Braz, dos Verdes, e Claude Wiseler, do CSV, poderão vir a ser colegas de Governo depois das próximas eleições de 14 de outubro de 2018.
Os partidos que apoiam a atual coligação governamental estão em queda nas sondagens. Se as eleições legislativas tivessem lugar no mês de maio o maior partido da oposição, CSV, conseguiria 29 dos 60 deputados, mais seis do que nas eleições de 2013. O déi lénk "roubaria" também um deputado aos partidos no Governo.
Se as eleições legislativas fossem em maio, provavelmente, Xavier Bettel (à esquerda) seria substituído como primeiro-ministro por Claude Wiseler, à direita, do CSV