Escolha as suas informações

Breves Luxemburgo 18.09.2019

Jovem português morre em acidente de viação

Um jovem de 21 anos e de origem portuguesa morreu num acidente de viação: uma colisão entre um automóvel e uma moto.

O acidente ocorreu no passado dia 12 de setembro, junto à fronteira da França com o Luxemburgo, perto de Belvaux.

O motociclista, que residia no sul do país, ficou gravemente ferido. Mas a polícia comunicou esta quarta-feira que o jovem faleceu ontem à noite no hospital, devido à gravidade dos ferimentos.

Breves Economia 17.01.2020

Gasóleo desce a partir da meia-noite

O gasóleo vai voltar a descer a partir da meia-noite. O litro desce dois cêntimos e passa a custar 1,16 euros.

Esta é a segunda descida desta semana e vem aliviar as subidas significativas da semana passada. O gasóleo chegou a subir quase sete cêntimos de uma vez e atingiu meso máximos desde 2014.

Breves Economia 17.01.2020

Banco privado KBL troca de nome e torna-se Quintet

(HB) - O banco privado KBL, fundado no Luxemburgo em 1949, mudou de nome e logótipo e passa a chamar-se agora Quintet.

A nova identidade foi revelada num momento em que o banco privado prepara grandes investimentos para “desbloquear o seu enorme potencial de crescimento”, refere o banco em comunicado.

O Quintet deverá assim "expandir a sua oferta de serviços e aumentar o seu alcance global", lê-se ainda no comunicado oficial.

O banco está atualmente presente em 50 cidades europeias. No entanto, algumas filiais do grupo vão continuar a manter a sua própria marca, mas com a referência “banco privado da Quintet”.

Breves Luxemburgo 16.01.2020

Plano de ação para direitos dos deficientes em debate

(SM) - As pessoas com deficiência devem ter os mesmos direitos que as pessoas que não têm limitações. É o que estipula a Convenção das Nações Unidas relativa aos direitos das pessoas com deficiência de 2006.

Para garantir esses direitos no Luxemburgo, o Governo elaborou um novo plano de ação para o período de 2019-2024. Um plano que a ministra da Família e Integração, Corinne Cahen, apresentou esta quarta-feira aos membros da comissão parlamentar.

Para já, não foram divulgados detalhes, só se sabe que o plano define 29 prioridades e 97 medidas concretas, sendo que vai ser apresentado à população a 11 de fevereiro.

A sensibilização, a autonomia e a inclusão na sociedade, a educação, como a educação e a saúde são alguns dos temas abordados no plano que foi elaborado em colaboração com pessoas portadoras de deficiência e associações.

Breves Luxemburgo 16.01.2020

Mais de 70% das empresas disponibilizam telemóveis aos seus trabalhadores

(SM) - Setenta e três por cento das empresas luxemburguesas fornecem telemóveis, com conexão à Internet, aos seus funcionários. Apesar da taxa elevada o Grão-Ducado não lidera a classificação dos países da União Europeia.

Segundo o gabinete europeu de estatística (Eurostat), o Luxemburgo situa-se a meio da tabela, na 14a posição, em 28 países analisados, ou seja acima da média europeia de 68%.

As empresas dos países nórdicos são as que mais recorrem a telemóveis profissionais. A Finlândia ocupa o primeiro lugar com 96% das empresas a disponibilizarem telemóveis aos seus trabalhadores, seguindo-se Dinamarca (92%) e Suécia (87%).

No outro extremo da lista estão países como Roménia (58%), Grécia (56%) e Bulgária (46%).  

Breves Luxemburgo 16.01.2020

Antiga sede da POST no Hamilius vai incluir um hotel

(HB) - A antiga sede da Post, o emblemático edifício situado na Place Hamilius, na capital, vai ser reconvertido, incluindo um hotel.

A medida foi anunciada pelo ministro da Economia, Etienne Schneider, em resposta a uma questão parlamentar do deputado do déi Lénk, David Wagner.

"O programa atualmente em estudo prevê uma atribuição mista, incluindo uma parte hoteleira", disse Etienne Schneider.

O assunto já tinha sido discutido no ano passado, com Etienne Schneider a mostrar dúvidas em relação a este projeto, considerando-o "caro", pelo facto de a indústria hoteleira não ser o setor mais lucrativo.

Mas agora o ministro defende outra posição e confirma a decisão da empresa pública Post sobre este edifício, considerado "monumento nacional" e um dos mais emblemáticos da cidade do Luxemburgo.