Escolha as suas informações

José Maria Neves no Luxemburgo: Cabo Verde quer ser destino de eleição para reformados europeus
Luxemburgo 5 4 min. 15.02.2016

José Maria Neves no Luxemburgo: Cabo Verde quer ser destino de eleição para reformados europeus

José Maria Neves no Luxemburgo: Cabo Verde quer ser destino de eleição para reformados europeus

Fotos: Manuel Dias
Luxemburgo 5 4 min. 15.02.2016

José Maria Neves no Luxemburgo: Cabo Verde quer ser destino de eleição para reformados europeus

Cabo Verde quer atrair reformados europeus que procuram países com sol para passar aquela fase das suas vidas, uma das apostas do fundo de investimento Afroverde 1 que o primeiro-ministro José Maria Neves apresentou hoje a investidores no Luxemburgo.

Cabo Verde quer atrair reformados europeus que procuram países com sol para passar aquela fase das suas vidas, uma das apostas do fundo de investimento Afroverde 1 que o primeiro-ministro José Maria Neves apresentou hoje a investidores no Luxemburgo.

O instrumento financeiro sediado no Grão-Ducado, apresentado hoje na Câmara do Comércio do Luxemburgo, visa atrair um investimento de cerca de 100 milhões de euros para seis projectos de turismo e do sector imobiliário em Cabo Verde, dois dos quais vocacionados para a terceira idade.

Ao CONTACTO, o primeiro-ministro de Cabo Verde disse que essa é uma das apostas do Governo para diversificar a oferta turística, tirando partido da segurança e do clima privilegiado do país.

"Temos uma temperatura superior a vinte graus durante todo o ano e um turismo diversificado de sol e praia ou natureza para todas as idades, e já temos diferentes projectos que abarcam todas estas dimensões", explicou. "Nós já temos 600 mil turistas por ano, e a nossa ideia é diversificar a oferta para termos turistas em todos os domínios e idades, e podermos atingir em 2020 ou 2021 a nossa meta de 1,2 milhões de pessoas", acrescentou.

Para a ministra do Turismo e Investimentos de Cabo Verde, que integra a comitiva do primeiro-ministro que vai passar ainda por Paris e Lisboa, atrair os reformados europeus para o arquipélago "tem uma importância estratégica" para o desenvolvimento do país.

"Em África, o único país em que este tipo de turismo está a ser desenvolvido é na África do Sul, e nós acreditamos que Cabo Verde tem todo o potencial para se antecipar a outros países africanos", afirmou Leonesa Fortes, destacando ainda o elevado número de reformados europeus.

A União Europeia tem cerca de 90 milhões de pessoas com mais de 65 anos de idade, que representam 18,5% da população, segundo o Eurostat, e muitos procuram países ao sol para passar a reforma, apontou a ministra.

Além de um "clima tropical durante todo o ano", Cabo Verde tem também afinidades culturais com a Europa, incluindo "uma população maioritariamente católica", como apontou um responsável da companhia aérea luxemburguesa Luxair, que já voa para o arquipélago desde 2010, durante o fórum económico com empresários luxemburgueses. Uma característica que "é uma vantagem" em relação a destinos ao sol como o Egipto ou a Tunísia, garante o presidente da Câmara de Comércio do Barlavento cabo-verdiano, Belarmino Lucas.

"É um ponto importante, porque [os turistas] não têm de se preocupar com o que têm de vestir, se podem beber bebidas alcóolicas ou comer carne de porco, porque não há nenhum choque cultural", defendeu, em declaraçoes à Lusa.

Os dois projectos de hotelaria vocacionados para a terceira idade ficam na Baía das Gatas, na ilha de São Vicente, e vão incluir a possibilidade de adquirir vivendas e casas geminadas, além de um campo de golfe projectado pelo ex-campeão mundial da modalidade Ernie Els, avançou o responsável da Câmara de Comércio.

Além destes, o fundo, que vai ser gerido pela empresa Afroverde Capital Partners, constituída em Cabo Verde, quer angariar investimento para mais quatro projectos hoteleiros nas ilhas de Santo Antão e São Nicolau. 

Mudança de paradigma nas relações entre o Luxemburgo e Cabo Verde

Para José Maria Neves, que termina em Março o último mandato à frente do Governo, o lançamento deste fundo de investimento "representa uma mudança de paradigma" do financiamento da economia cabo-verdiana, passando da cooperação "para uma economia baseada na produtividade e na competitividade".

Recordando que "o Luxemburgo é o principal parceiro da cooperação com Cabo Verde", beneficiando de um pacote de investimento de cerca de 60 milhões de euros em sectores que vão das energias renováveis à educação, saúde, água e saneamento, o primeiro-ministro cabo-verdiano defendeu a aposta no investimento privado.

"Queremos que, de uma cooperação mais intergovernamental, possamos avançar para para um novo patamar de cooperação, estimulando parcerias entre privados cabo-verdianos e luxemburgueses e o investimento directo de empresas luxemburguesas em Cabo Verde", disse José Maria Neves, que participou hoje num encontro na Câmara do Comércio do Luxemburgo com dezenas de empresários dos dois países.

A cachupa foi o prato forte do almoço oferecido pela Câmara de Comércio do Luxemburgo, tendo o primeiro-ministro cabo-verdiano estado também com o ministro da Cooperação do Luxemburgo durante a tarde.

José Maria Neves encontra-se amanhã ainda com o primeiro-ministro do Luxemburgo, Xavier Bettel, que já visitou Cabo Verde, seguindo depois para Paris e Lisboa, onde estará entre 17 e 21 de Fevereiro para encontros com a comunidade cabo-verdiana e contactos com as várias autoridades locais.

Paula Telo Alves


Notícias relacionadas

Entrevista ao MNE de Cabo Verde: Cooperação continua a ser prioridade nas relações entre Cabo Verde e Luxemburgo
As relações entre o novo governo de Cabo Verde e o Luxemburgo vão continuar a ser marcadas pela cooperação. A garantia foi dada ontem pelo novo ministro dos Negócios Estrangeiros e Comunidades do arquipélago, à chegada ao Grão-Ducado. Luís Filipe Tavares, que tem família no Luxemburgo há mais de 40 anos, chegou a jogar futebol com os conterrâneos no país, nos anos 80, quando estudada em França.
Luís Filipe Tavares é o primeiro membro do novo governo do MpD a visitar o Luxemburgo