Escolha as suas informações

"Jean Monnet" - Asselborn espera acordo até meados de Fevereiro
Luxemburgo 9 22.01.2015 Do nosso arquivo online
1.600 funcionários à espera de novas instalações

"Jean Monnet" - Asselborn espera acordo até meados de Fevereiro

Luxemburgo 9 22.01.2015 Do nosso arquivo online
1.600 funcionários à espera de novas instalações

"Jean Monnet" - Asselborn espera acordo até meados de Fevereiro

O ministro dos Negócios Estrangeiros, Jean Asselborn, espera encontrar uma solução até meados de Fevereiro para os 1.600 funcionários europeus que vão abandonar o edifício Jean Monnet, em Kirchberg. O prazo para abandonar o edifício, em fim de vida, já foi ultrapassado e Asselborn está em negociações com a Comissão Europeia para encontrar um acordo de transferência dos funcionários.

O ministro dos Negócios Estrangeiros, Jean Asselborn, espera encontrar uma solução até meados de Fevereiro para os 1.600 funcionários europeus que vão abandonar o edifício Jean Monnet, em Kirchberg. O prazo para abandonar o edifício, em fim de vida, já foi ultrapassado e Asselborn está em negociações com a Comissão Europeia para encontrar um acordo de transferência dos funcionários.

O ministro prometeu em Julho de 2014 um rápido abando do edifício que acolhe maioritariamente tradutores. 31 de Dezembro era a data limite, mas até agora não houve mudanças.

Quanto à hipótese de transferência dos funcionários europeus para 

A edição francesa do Wort.lu avançava esta quarta-feira que a solução poderá passar por distribuir os funcionários por três edifícios na Cloche d'Or.O antigo edifício da PWC, entre a rue Guillaume Kroll e a route d'Esch, seria um dos candidatos a receber os funcionários europeus, assim como outros dois edifícios nas proximidades.

O edifício Drosbach, ao lado da A1 e onde já trabalham mais de mil funcionários da Comissão Europeia, poderia também receber alguns funcionários.

O edifício Jean Monnet, que abriu as portas em 1975, tem infiltrações de água, problemas com a electricidade e com diversos elevadores. Além disso, foi descoberto amianto em algumas partes do edifício, provocando quatro casos de doença.

As obras da primeira fase do novo Jean Monnet deverão ser concluídas em 2019 e a segunda fase para 2023.

Edifício Drosbach, ao lado da A1
Edifício Drosbach, ao lado da A1
Fonte: Google Maps

Notícias relacionadas

O edifício da Comuna de Esch/Alzette foi esta tarde evacuado, durante duas horas, por causa de um falso alerta de bomba. Na capital, em Kircheberg, o Tribunal de Justiça da UE e o edificio Jean Monnet foram também evacuados esta tarde por ameaça de bomba.
O Governo do Luxemburgo e a Comissão europeia chegaram a um acordo sobre a saída dos 1650 trabalhadores do Jean-Monnet. Os funcionários vão ocupar dois edifícios existentes na Cloche D'or, e vai ser construido de raiz um edifício em Kirchberg.
Edifício Jean Monnet