Escolha as suas informações

Jean-Claude Juncker está a recuperar bem da cirurgia
Luxemburgo 14.11.2019

Jean-Claude Juncker está a recuperar bem da cirurgia

Jean-Claude Juncker está a recuperar bem da cirurgia

Sebastian Gollnow/dpa
Luxemburgo 14.11.2019

Jean-Claude Juncker está a recuperar bem da cirurgia

O presidente da Comissão Europeia foi operado "com sucesso" a um aneurisma da aorta, continuando ainda internado.

O ainda presidente da Comissão Europeia, Jean Claude Juncker, está a recuperar bem da cirurgia a que foi submetido, na terça-feira, para tratar o aneurisma da aorta. O operação médica foi realizada com sucesso, segundo informou a porta-voz da Comissão Europeia (CE).

Após a cirurgia, o político luxemburguês, de 64 anos, ficou internado nos cuidados intensivos, como acontece após uma cirurgia desta natureza. A saída daquela unidade e a transferência para os cuidados intermédios do ex-primeiro ministro do Grão-Ducado estava prevista para acontecer ainda ontem.

"Agora seguirá a sua convalescença”, declarou a porta voz da CE Mina Andreeva, durante a conferência de imprensa de ontem.

Tempo de convalescença

Quanto ao regresso de Juncker a Bruxelas e aos trabalhos na Comissão Europeia "tudo dependerá do tempo que necessitar para a sua recuperação", adiantou Andreeva.

O luxemburguês deveria ter terminado a sua função como presidente a 31 de outubro passado, mas teve de adiar o início da "reforma" por mais um mês porque a sua sucessora, Ursula Von der Leyen não tinha ainda a equipa completa de comissários europeus para iniciar funções.

Assim, Juncker irá ficar à frente da CE até ao dia 30 de novembro. Contudo, devido à urgência da realização desta cirurgia e do tempo necessário para a sua convalescença não há, por enquanto, qualquer previsão quanto ao regresso do político às suas funções oficiais em Bruxelas. A 1 de dezembro a alemã passará então a gerir os destinos da CE.

O perigo do aneurisma

Um aneurisma da aorta corresponde a um alargamento anormal da parede desta artéria e pode ocorrer em qualquer local ao longo do seu trajeto. Recorde-se que a aorta é a maior artéria do corpo, sendo responsável pelo transporte de oxigénio do coração para todo o organismo. Os aneurismas da aorta ocorrem com maior frequência na zona abdominal, sendo a incidência superior nos homens.

O perigo de um aneurisma está no facto de a parede da aorta se poder romper e formar-se uma hemorragia ou isquemia, fenómeno que cria um corte no fornecimento de sangue para um tecido do corpo, irrigado pela artéria atingida.  


Notícias relacionadas