Escolha as suas informações

Infeções no Luxemburgo descem 15% na última semana e mortalidade cai para metade
Luxemburgo 3 min. 06.04.2022
Covid-19

Infeções no Luxemburgo descem 15% na última semana e mortalidade cai para metade

Covid-19

Infeções no Luxemburgo descem 15% na última semana e mortalidade cai para metade

Getty Images
Luxemburgo 3 min. 06.04.2022
Covid-19

Infeções no Luxemburgo descem 15% na última semana e mortalidade cai para metade

Ana TOMÁS
Ana TOMÁS
As taxas de positividade, incidência e o índice de transmissibilidade também diminuíram entre 28 de março e 3 de abril, semana em que se observou uma descida dos internamentos.

Na última semana o número de casos positivos para covid-19 desceu 15%, revela o mais recente balanço semanal do Ministério da Saúde. De acordo com o documento, publicado esta quarta-feira, o número de testes positivos passou de 9.550 para 8.110, entre 28 de março e 3 de abril.  

O número de testes PCR realizados durante esse período diminuiu, de 24.609 para 22.273.   

Entre as 8.110 infeções registadas na última semana, a taxa de incidência foi de de 1.111,0 por 100.000 pessoas não vacinadas e 1.340,5 por 100.000 pessoas com um calendário de vacinação completo. No Luxemburgo, 472.346 pessoas têm o calendário de vacinação completo, o que corresponde a uma taxa de vacinação de 78,6% em relação à população elegível (ou seja, a partir dos 5 anos).

A média de idades das pessoas diagnosticadas com covid-19 foi de 37,7 anos. 

Houve a lamentar oito novas mortes relacionadas com a covid-19, no mesmo período em análise, menos de metade das 17 da semana anterior. A média de idades das vítimas fixou-se nos 81 anos, face aos 78 anos do período precedente.  

Não vacinados dominam internamentos em UCI

Na última semana foram admitidos nos cuidados normais dos hospitais mais 24 doentes de covid-19, uma descida em comparação com os 32 da semana anterior. Também nas unidade de cuidados intensivos, o número de camas ocupadas diminuiu ligeiramente, de quatro pacientes para três. A média de idade dos pacientes internados situou-se nos 55 anos.     

No que se refere às hospitalizações, o comunicado diz que cinco entre os 24 pacientes hospitalizados em cuidados normais não estavam vacinados, enquanto 19 pacientes tinham calendário de vacinação completo. Já nos cuidados intensivos dois dos três pacientes internados não estavam vacinados. 

Em relação às taxas de incidência entre hospitalizados, por cada 100.000 pessoas e em função do seu quadro vacinal, aquela foi, entre os que tinham o programa de vacinação completo, de 4,14 nos cuidados normais e de 0,22 nos cuidados intensivos. Entre os internados não vacinados a taxa de incidência foi de 3,50 nos cuidados normais e de 1,40 nos cuidados intensivos.

Taxa de positividade e incidência descem

A 3 de abril, havia 18.113 infeções ativas no Luxemburgo uma subida face aos 17.545 registados em 27 de março. Paralelamente, o número de pessoas curadas também aumentou de 192.702 para 200.236, ao mesmo tempo que as taxas de positividade e de incidência desceram.

Na semana de 28 de março a 3 de abril, o índice de transmissibilidade (Rt) diminuiu para 0,77 face a 1,20, na semana anterior. Já a taxa de positividade em todos os testes realizados (prescrições, rastreio de contactos) passou de 38,81% para 36,41%. 

Quanto à taxa de incidência foi de 1.278 casos por 100.000 habitantes durante 7 dias, em comparação com 1.505 casos por 100.000 habitantes na semana anterior, para igual número de dias. 

Segundo documento, os casos de reinfeção, bem como os autotestes certificados nas escolas foram incluídos no cálculo das taxas de incidência. 


Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas