Escolha as suas informações

Imobiliário: Preços da habitação subiram 6% em 2016

Imobiliário: Preços da habitação subiram 6% em 2016

Foto: Shuterstock
Luxemburgo 21.06.2017

Imobiliário: Preços da habitação subiram 6% em 2016

Os preços do imobiliário no Luxemburgo continuam a aumentar e, em 2016, o índice de preços à habitação subiu 6%, segundo dados do Instituto Nacional de Estatística (STATEC) e do Observatório da Habitação. O preço médio das casas no Luxemburgo rondou os 623 mil euros em 2016.

Os preços do imobiliário no Luxemburgo continuam a aumentar e, em 2016, o índice de preços à habitação subiu 6%, segundo dados do Instituto Nacional de Estatística (STATEC) e do Observatório da Habitação.

Em termos comparativos, no quarto trimestre de 2016 os preços médios por metro quadrado de imóveis aumentaram 7,7% face ao terceiro trimestre do mesmo ano.

Em 2016, quem comprou um apartamento no Grão-Ducado precisou de desembolsar em média cerca de 4.795 euros por metro quadrado.

No caso dos apartamentos em construção, o preço médio por metro quadrado rondou os 6.051 euros.

O preço médio das casas no Luxemburgo rondou os 623 mil euros em 2016.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba a nossa newsletter das 17h30.


Notícias relacionadas

Comprar um apartamento na capital está 66% mais caro
Comprar um apartamento na cidade do Luxemburgo está mais caro. É uma constatação quase de senso comum hoje em dia, mas o instituto luxemburguês de investigação socio-económica (Liser) quantificou o aumento concreto dos preços nos últimos anos. O veredito é o de que os preços para comprar um apartamento na capital do país dispararam 66,1% entre 2008 e 2017.
European institutions buildings Court of Auditors, Court of Justice, European Investment Bank and European Parliament - Luxembourg city
Statec: Estúdios mais caros em média do que os apartamentos
Os preços elevados da habitação, para vender ou arrendar, são apontados, há décadas, como um dos maiores problemas, para quem chega e se quer instalar no Luxemburgo. O segundo trimestre deste ano confirmou essa tendência, com uma subida anual dos preços do imobiliário de 5,6%.