Escolha as suas informações

Hospitais reforçados com mais aparelhos de ressonância magnética

Hospitais reforçados com mais aparelhos de ressonância magnética

Foto: Lex Kleren
Luxemburgo 12.04.2019

Hospitais reforçados com mais aparelhos de ressonância magnética

Atualmente, o tempo de espera para exames cardíacos não urgentes é de cinco a oito semanas. Este reforço poderá diminuir a lista de espera.

Os hospitais do Luxemburgo vão ser reforçados este ano com quatro novos aparelhos para fazer imagiologia por ressonância magnética (IRM).

Pelo menos um desses novos aparelhos será equipado com um software que permite detetar, com mais pormenor, a atividade cardíaca, garantiu o ministro da Saúde, Étienne Schneider, em resposta a uma pergunta parlamentar da deputada Martine Hansen (CSV).

O objetivo passa por “tentar encurtar o tempo das listas de espera para exames cardíacos não urgentes”, que é atualmente de cinco a oito semanas, segundo o ministro.

Dos atuais sete aparelhos do Centro Hospitalar do Luxemburgo (CSV) e do Hospital Robert Schuman (HRS) só dois é que estão dotados do tal software. Daí esta preocupação, em reforçar o equipamento, com um novo aparelho que será “utilizado, essencialmente, para os exames osteo-articulares”.

Avelino Gomes