Escolha as suas informações

Hospitais HRS. Crianças vão a conduzir este bólide até à sala de operações
Luxemburgo 23.10.2020

Hospitais HRS. Crianças vão a conduzir este bólide até à sala de operações

Hospitais HRS. Crianças vão a conduzir este bólide até à sala de operações

Luxemburgo 23.10.2020

Hospitais HRS. Crianças vão a conduzir este bólide até à sala de operações

Paula SANTOS FERREIRA
Paula SANTOS FERREIRA
É ao volante de uma mini viatura elétrica que os pequenos doentes se deslocam para serem operados ou realizar um exame de radiologia. Uma forma de diminuir a ansiedade nas criança e pais.

Os Hospitais Robert Schuman possuem uma nova mini frota de bólides telecomandados. Mas estes são destinados a condutores muito especiais: crianças que necessitam de uma cirurgia ou que têm de realizar um exame médico no departamento de radiologia.

Os pequenos doentes podem agora diminuir o stress e ansiedade de entrar numa sala de operações ou ir realizar um exame numa aparelho de radiologia. São eles próprios que se sentam ao volante de um dos sete pequenos automóveis elétricos coloridos e novinhos em folha e, seguindo as vias desenhadas no chão e as sinalizações colocadas nos corredores do hospital que se dirigem para a sala de operações ou para o exame.

“O veículo é controlado à distância, permitindo que os pacientes mais pequenos sejam conduzidos por um adulto enquanto as crianças mais velhas serão capazes de conduzir elas próprias o veículo”, refere o HRS no comunicado de apresentação das novas mini viaturas elétricas especiais, as únicas do género num hospital do país. A novidade chegou no dia 5 de outubro para os doentes pediátricos.

Estes carros elétricos estão integrados no projeto "Entretenimento Pediátrico" do HRS cujo slogan é "o sonho de cuidadores, crianças sorridentes”, em que através de ferramentas lúdicas os profissionais podem acalmar os pequenos pacientes e as suas famílias”.


Um terço do leite distribuído nas escolas luxemburguesas é biológico
Um terço do leite distribuído nas escolas luxemburguesas é biológico, de acordo com os ministros da Educação, Claude Meisch, e da Agricultura, Romain Schneider.

Polaroid e 'carta de condução'

Os HRS criaram um percurso próprio marcado no chão para os pequenos condutores: desde a enfermaria pediátrica até ao bloco operatório e desde as urgências pediátricas para o departamento de imagiologia médica. “Os pais e os filhos sairão com uma fotografia Polaroid de recordação do seu pequeno condutor ao volante e a criança que será recompensada com a sua carta de condução HRS”, explica o comunicado.

"A criança torna-se responsável pelos seus próprios cuidados, o que leva a uma redução do stress da ansiedade pois cria-se um clima de confiança. A separação dos pais é facilitada. Os pais sentem-se mais tranquilos", salienta Claude Schummer, Diretor do Centro para a Infância e Adolescência do HRS.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.