Escolha as suas informações

Horesca pede fim dos testes rápidos obrigatórios em restaurantes já em junho
Luxemburgo 26.05.2021

Horesca pede fim dos testes rápidos obrigatórios em restaurantes já em junho

Horesca pede fim dos testes rápidos obrigatórios em restaurantes já em junho

Foto:Guy Jallay/Luxemburger Wort
Luxemburgo 26.05.2021

Horesca pede fim dos testes rápidos obrigatórios em restaurantes já em junho

Ana Patrícia CARDOSO
Ana Patrícia CARDOSO
A Federação considera que a retoma do sector continua lenta e é preciso maior clareza por parte do Governo em relação às medidas tomadas.

Na passada terça-feira, representantes da Horesca (Federação Nacional dos proprietários de Hotéis, Restaurantes e Cafés) e o ministro das Pequenas e Médias Empresas e Turismo, Lex Delles, encontraram-se para discutir futuras medidas no setor da  restauração. 

A Horesca apresentou algumas exigências e, entre elas, o fim da obrigatoriedade de fazer um teste rápido de rastreio à covid-19 antes de entrar num restaurante, depois de 12 de junho. 



Governo já começou a distribuir segunda remessa de testes rápidos à Horeca
O Governo começou ontem a distribuir novos kits de autotestes ao setor da Horeca. Cafés e restaurantes têm direito a uma segunda entrega de autotestes oferecidos pelo Governo.

A lista de exigências da Horesca inclui o fim do recolher obrigatório (entre as 24h e as 06h00) e que o horário dos estabelecimentos possa voltar ao que era antes da pandemia. Também querem que os auxílios estatais ao setor se mantenham até, pelo menos, 31 de dezembro de 2021, conforme autorizados pela Comissão Europeia

Na lista também está o reajuste do limite de pessoas por mesa, que deve ser igual ao número permitido em casa ou a diminuição do IVA para 3%, e isto até ao final de 2022. 


Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas