Escolha as suas informações

Horesca. Novas medidas sanitárias já estão a causar prejuízos em restaurantes e cafés
Luxemburgo 10.12.2021 Do nosso arquivo online
Covid-19

Horesca. Novas medidas sanitárias já estão a causar prejuízos em restaurantes e cafés

Covid-19

Horesca. Novas medidas sanitárias já estão a causar prejuízos em restaurantes e cafés

Foto: Arquivo LW
Luxemburgo 10.12.2021 Do nosso arquivo online
Covid-19

Horesca. Novas medidas sanitárias já estão a causar prejuízos em restaurantes e cafés

Henrique DE BURGO
Henrique DE BURGO
Os responsáveis da federação dizem que muitos patrões e clientes estão a confundir a data do anúncio das futuras medidas com a data da sua entrada em vigor.

As medidas sanitárias anunciadas pelo Governo têm causado “grandes prejuízos” aos cafés, restaurantes e hotéis no Luxemburgo. A federação Horesca, que reagrupa o setor, refere numa nota de imprensa que vários eventos planeados para o final do ano foram cancelados, acarretando mais prejuízos para os empregadores.

Em causa estará a forma como a comunicação das novas medidas foi feita pelo Governo, acusa a Horesca. Os responsáveis acrescentam que muitos patrões e clientes estão a confundir a data do anúncio das futuras medidas com a data da sua entrada em vigor.

Para esclarecer os visados, a federação do setor Horeca lembra que a atual lei covid permite o certificado 3G (vacinação, recuperação ou teste negativo) nos cafés, bares, restaurantes, discotecas e hotéis até 18 de dezembro. A partir dessa data entrará em vigor a nova lei, que deverá excluir a entrada nos estabelecimentos de pessoas com testes negativos, ou seja, o aplicativo de fiscalização Covid-Check deverá ser atualizado para 2G (vacinado ou recuperado) apenas nessa altura.

Outra queixa prende-se com a lentidão e a falta de clareza sobre as ajudas às empresas do setor Horeca que estão com dificuldades. A federação pede ao Governo para esclarecer se os apoios e o recurso ao desemprego parcial vão continuar depois de 31 de dezembro e, se for o caso, em que condições.  

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas