Escolha as suas informações

Horeca volta às ruas em protesto no dia 2 de abril
Luxemburgo 25.03.2021

Horeca volta às ruas em protesto no dia 2 de abril

Horeca volta às ruas em protesto no dia 2 de abril

Foto: Gerry Huberty
Luxemburgo 25.03.2021

Horeca volta às ruas em protesto no dia 2 de abril

Redação
Redação
Na sequência do anúncio da abertura de esplanadas feito pelo primeiro-ministro, Xavier Bettel, propretários de bares, cafés e restaurantes garantem voltar à rua em protesto contra as condições apresentadas pelo Governo.

"Uma lufada de ar fresco" nas medidas restritivas do país. Foi desta forma que o primeiro-ministro do Luxemburgo, Xavier Bettel, caracterizou a abertura de esplanadas no próximo dia sete de abril. No entanto, o setor da Horeca não parece partilhar da mesma opinião e já convocou uma manifestação para o próximo dia 2 de abril. A concentração deverá acontecer, como nas vezes anteriores, na Place d'Armes. 


Esplanadas vão reabrir a 7 de abril
“É uma lufada de ar” nas restrições, diz Xavier Bettel. As mesas serão limitadas a duas pessoas.

"Para nós, a abertura das esplanadas não é propriamente uma melhoria" garante Manu, dona de um restaurante em Martelange e coorganizadora do protesto que vai ter lugar mais uma vez no Luxemburgo. "Vamos organizar um grande protesto no dia 2 de abril na Place d'Armes para exigir a reabertura total". 

Ao Wort, Manu diz que considera a medida apresentada como "completamente absurda e desnecessária", adiantando que vivem um período de incerteza, uma vez que "nem sabemos se o tempo vai melhorar, se os clientes virão. Existem muitas incertezas. Exigimos, portanto, uma perspetiva de reabertura completa", assegura Manu.  

Para o proprietário, "não é interessante este regime, uma vez que não são permitidas mais de duas pessoas por mesa que não pertençam ao agregado familiar. Se abrirmos as esplanadas, perdemos os apoios e deixamos de receber todos os subsídios. Só com os terraços o negócio não dá lucro, perdemos o abono de trabalho para os funcionários que voltam a trabalhar e têm de arcar com todas as despesas. É tudo apenas fachada para acalmar um pouco a indústria de hotelaria e catering". 

Apesar deste anúncio, Xavier Bettel alerta que se a situação pandémica não o permitir, ou seja caso haja "uma subida exponencial" de infeções nas próximas duas semanas, não hesitará a recusar nesta decisão, não permitindo a reabertura das esplanadas. A chamada ‘lei covid’ caduca no próximo dia 2 de abril e o Governo tenciona prolongá-la até ao dia 25 de abril.    

A Horeca é um dos setores mais afetado pela crise sanitária. Cafés, bares, discotecas e restaurantes do Luxemburgo estão de portas fechadas desde o dia 26 de novembro de 2020.  

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas