Escolha as suas informações

Horas de trabalho semanal discutidas hoje no Parlamento
Luxemburgo 01.03.2017 Do nosso arquivo online
Câmara dos Deputados

Horas de trabalho semanal discutidas hoje no Parlamento

Os ministros do Trabalho e da Economia, Nicolas Schmit (à esquerda) e Etienne Schneider discutem hoje em comissão parlamentar a eventualidade da redução das horas de trabalho semanais no Luxemburgo
Câmara dos Deputados

Horas de trabalho semanal discutidas hoje no Parlamento

Os ministros do Trabalho e da Economia, Nicolas Schmit (à esquerda) e Etienne Schneider discutem hoje em comissão parlamentar a eventualidade da redução das horas de trabalho semanais no Luxemburgo
Foto: Claude Piscitelli
Luxemburgo 01.03.2017 Do nosso arquivo online
Câmara dos Deputados

Horas de trabalho semanal discutidas hoje no Parlamento

A redução ou não do tempo semanal de trabalho é discutida esta manhã, na Câmara dos Deputados.

A redução ou não do tempo semanal de trabalho é discutida esta manhã, na Câmara dos Deputados.

Os ministros da Economia e do Trabalho, Étienne Schneider e Nicolas Schmit vão falar esta manhã sobre a matéria, em comissão parlamentar, a pedido do Partido Cristão Social (CSV).

A questão veio recentemente a debate depois de o ministro da Economia ter afirmado que a eventual redução do tempo de trabalho merece uma reflexão.

Entretanto, o primeiro-ministro já fez saber que não está nos planos do Governo de introduzir qualquer alteração neste assunto. Xavier Bettel sublinhou, em janeiro, que não concorda com uma redução para as 35 horas semanais. Bettel fez estas declarações durante a receção de Ano Novo da Federação dos Industriais do Luxemburgo (FEDIL). Essa posição tranquilizou os patrões.

O chefe do Governo afirmou também, na altura, que “o ministro do Trabalho [Nicolas Schmit] tentou chegar a um acordo nessa matéria com os parceiros sociais, mas que finalmente o Executivo optou por uma solução que respeite as necessidades das empresas e dos trabalhadores”.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

Os três partidos da coligação aprovaram esta noite o programa de Governo e os nomes dos membros do Executivo. Saiba quem são os novos ministros de cada partido.
Apesar da experiência de redução de horário de trabalho ser um sucesso em algumas empresas, como a Toyota sueca que passou a seis horas diárias em 2002, a questão de menos trabalho, mais emprego e maior produtividade está longe de fazer as delícias do patrões e políticos na Europa.
A redução das horas de trabalho semanal de 40 para 35 horas não está na agenda do governo. O anúncio foi feito esta quinta-feira pelo primeiro-ministro na receção de Ano Novo organizada pela Federação dos Industriais do Luxemburgo, na Luxexpo.
Xavier Bettel