Escolha as suas informações

Homem que se barricou em Cessange é agente da polícia

Homem que se barricou em Cessange é agente da polícia

Foto: Chris Karaba / Luxemburger Wort
Luxemburgo 14.03.2019

Homem que se barricou em Cessange é agente da polícia

Informação vem confirmar que o indivíduo estava de facto armado.

O homem que na terça-feira se barricou na sua própria casa, em Cessange, é agente da polícia. A informação, avançada pelo jornal Luxemburger Wort, vem assim confirmar que o indivíduo estava de facto armado. De acordo com o diário, o homem continua hospitalizado.

O caso remonta às 16:45 de terça-feira, quando as autoridades foram alertadas para uma “rixa familiar” num apartamento em Cessange. O homem, que é então membro das forças de segurança e estaria armado, barricou-se na própria casa, obrigando à intervenção de várias unidades da polícia e ao encerramento de várias ruas. Foi ainda estabelecido um perímetro de segurança e o prédio em questão foi evacuado, já que, segundo os relatos na imprensa, o indivíduo ameaçou detonar um explosivo.

Três horas após o início da operação, os agentes decidiram entrar no apartamento. O polícia foi então encontrado inconsciente, tendo sido de imediato transportado para uma unidade hospitalar. Nenhuma outra pessoa ficou ferida no decorrer da operação.

Segundo os dados divulgados agora pelo Luxemburger Wort, quando os agentes entraram no apartamento o indivíduo já estava inconsciente. O seu estado de saúde não estará portanto relacionado com a intervenção das autoridades, acrescenta o jornal. Ao que tudo indica, foram encontradas armas no apartamento, não havendo no entanto, e para já, qualquer informação sobre os alegados explosivos.

O jornal escreve ainda que “os problemas de saúde do homem terão contribuído para este ataque de cólera, que ocorreu após uma discussão conjugal”. O caso está agora a ser investigado.

Diana Alves