Escolha as suas informações

Henri Kox é o novo ministro da Habitação
Luxemburgo 11.10.2019

Henri Kox é o novo ministro da Habitação

Henri Kox jurou “fidelidade ao Grão-Duque, obediência à Constituição e às leis do Estado”.

Henri Kox é o novo ministro da Habitação

Henri Kox jurou “fidelidade ao Grão-Duque, obediência à Constituição e às leis do Estado”.
Foto: Guy Jallay
Luxemburgo 11.10.2019

Henri Kox é o novo ministro da Habitação

Manuela PEREIRA
Manuela PEREIRA
O Grão-Duque Henri deu hoje posse ao novo ministro da Habitação.

A cerimónia de investidura realizou-se esta manhã no Palácio grão-ducal e contou com a presença do primeiro-ministro, Xavier Bettel (DP).

Henri Kox (Déi Gréng), 58 anos, assume também as funções de ministro-adjunto da Defesa e da Segurança Interna, tornando-se no braço direito do ministro com as mesmas pastas François Bausch (Déi Gréng).

Esta alteração da composição do segundo governo tripartido, composto por liberais (DP), socialistas (LSAP) e ecologistas (Déi Gréng), tornou-se necessária depois do ataque cardíaco sofrido pelo antigo vice-primeiro-ministro e ex-ministro da Justiça, Félix Braz, hospitalizado desde o dia 22 de agosto último.

As pastas do político lusodescendente foram distribuídas por governantes do Déi Gréng já em funções. O ministro François Bausch é agora o número dois do governo – a par do socialista Étienne Schneider – e a ministra da Cultura, Sam Tanson, acumula também o ministério da Justiça, passando a pasta da Habitação para Henri Kox.

Henri Kox faz assim a sua estreia no governo. O antigo professor de liceu e engenheiro de formação foi burgomestre da comuna de Remich entre 2009 e 2017 e deputado durante 15 anos consecutivos, desde 2004. O seu assento parlamentar é agora retomado por Chantal Gary.

O alojamento é um dos principais desafios do Luxemburgo, com os preços das casas a aumentarem mais de 5% por ano, num mercado marcado pela especulação imobiliária.


Notícias relacionadas

Félix Braz está "fora de perigo"
O estado de saúde do vice-primeiro-ministro e ministro da Justiça é ainda grave, garantiu o primeiro-ministro, Xavier Bettel, em conferência de imprensa.
Félix Braz.