Escolha as suas informações

Habitação: “As rendas devem ser adaptadas ao rendimento familiar”, diz ministro
Luxemburgo 2 min. 02.07.2020

Habitação: “As rendas devem ser adaptadas ao rendimento familiar”, diz ministro

Habitação: “As rendas devem ser adaptadas ao rendimento familiar”, diz ministro

Photo: Shutterstock
Luxemburgo 2 min. 02.07.2020

Habitação: “As rendas devem ser adaptadas ao rendimento familiar”, diz ministro

Paula SANTOS FERREIRA
Paula SANTOS FERREIRA
Henri Kox quer diminuir a despesa com a casa no orçamento familiar que é superior a 40% nos agregados têm os rendimentos mais baixos.

Entre a população com os rendimentos mais baixos do Grão-Ducado há 18 mil famílias que gastam mais do que 40% do seu rendimento mensal na renda da casa alugada.

Ainda entre esta população há 11.800 famílias que compraram a sua primeira casa e estão a pagar hipoteca ao banco, cuja mensalidade é igualmente superior a 40% do seu rendimento familiar.


Covid-19. Confirmado. Rendas das casas congeladas até ao final do ano
Governo prolonga prazo de proibição de aumento de rendas. O Fundo de Habitação passou a receber 700 chamadas por dia de pedidos de subsídios, com esta crise, avançou ministro.

Estes dados sobre a taxa de esforço - assim se chama à percentagem do rendimento total do agregado familiar destinada ao pagamento de prestações, neste caso da habitação - constam de dois novos estudos socioeconómicos do Observatório da Habitação, encomendados pelo Ministério da Habitação foram esta tarde apresentados em conferência de imprensa.

“A conclusão é clara: o custo da habitação está a aumentar mais rapidamente do que os rendimentos, e isto é particularmente verdade para os inquilinos, que se encontram entre os 40% da população com os rendimentos mais baixos”, indicam os estudos sobre a acessibilidade da habitação , citados no artigo divulgado no site do Ministério da Habitação.

 Rendas a preços acessíveis

Por isso, Henri Kox lançou-se no “desafio da habitação a preços acessíveis” num país cuja especulação do mercado imobiliário e a pouca oferta de casas tornou as rendas proibitivas.


Pedidos de apoio para subsídios ao arrendamento duplicaram
O ministro da Habitação, Henri Kox, anuncia medidas em conferência de imprensa.

O Ministro  voltou a afirmar que para modificar esta situação irá apresentar um projeto de lei de reforma do arrendamento e do mercado da habitação, ainda este verão, como o Contacto já anunciou e esta tarde admitiu.

70% das futuras casas

Um dos objetivos é aumentar a disponibilidade de casas com rendas acessíveis, sobretudo para as famílias com menor rendimento. A perspetiva é disponibilizar “70% das habitações para arrendamento acessível dos projetos em grande escala que que os promotores públicos vão desenvolver nos próximos anos”, adiantou o Ministro da Habitação.


Governo dá apoios até 65 mil euros para casas mais ecológicas
A transição energética no Luxemburgo começa pela habitação. Entre instalação de painéis solares e saneamento, os apoios do governo podem chegar a 65 mil euros.

Estas habitações serão de “acessibilidade diferenciada”, vincou Henri Kox. E explicou o conceito: “A renda será adaptada à situação do rendimento das famílias, de modo a que a ‘taxa de esforço’ consiga ser de 30% do rendimento familiar em vez de 50%. Desta forma, após dedução da renda, as famílias continuarão a ter o dinheiro que necessitam um nível de vida decente!”

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

As propostas dos partidos para o alojamento
Todos os partidos com assento parlamentar apresentam várias soluções para implementar nos próximos cinco anos, caso consigam lugar lugar no Governo. Construir em altura e mais habitação social são algumas das medidas mais populares entre os partidos.