Escolha as suas informações

“Há quem tenha comprado casa há três anos e já a vendeu pelo dobro do preço”
Luxemburgo 3 min. 22.06.2022
Imobiliário

“Há quem tenha comprado casa há três anos e já a vendeu pelo dobro do preço”

Imobiliário

“Há quem tenha comprado casa há três anos e já a vendeu pelo dobro do preço”

Foto: Shutterstock
Luxemburgo 3 min. 22.06.2022
Imobiliário

“Há quem tenha comprado casa há três anos e já a vendeu pelo dobro do preço”

Paula SANTOS FERREIRA
Paula SANTOS FERREIRA
No Luxemburgo, o preço do imobiliário subiu a pique e este é "o momento ideal para vender imóveis". A loucura dos preços tenderá a acalmar daqui a uns tempos?

Os preços da habitação no Luxemburgo continuaram a aumentar, apesar da pandemia e neste pequeno país é cada vez mais difícil conseguir alojamento, para a maioria da população. Só que para quem é proprietário, este é o “momento ideal” para vender.

“Há casos em que o aumento do valor da casa tem facilmente chegado aos 100% desde há anos”, constata Luís Macedo, dono da agência imobiliária Immo-Macedo no Luxemburgo, lembrando que nos últimos meses a inflação subiu imenso, refletindo-se também no mercado imobiliário.

Há dois anos, houve quem tivesse adquirido um duplex por 415 mil euros e recentemente vendeu-o por 755 mil euros, um aumento de 81%, exemplifica este agente. Noutro caso, houve quem tivesse adquirido uma casa por 200 mil euros há três anos e agora vendeu-a por 400 mil euros, diz Luís Macedo. Esta valorização de 50% a 100% dos imóveis é possível, “mas é preciso que se faça um bom negócio”. Porque, frisa este português há casas que não se tornam tão rentáveis para venda.

“A valorização dos imóveis depende de várias variáveis, como a conjuntura, forte demanda e irracionalidade do mercado, do bom ou mau preço de aquisição, da situação e localização do imóvel e da manutenção do mesmo”, explica este agente imobiliário. E dá um exemplo: “Apartamentos recentes em imóveis mal geridos ou descuidados têm um impacto negativo em caso de venda, assim como os encargos elevados do imóvel residencial”. 


Proprietários ansiosos por vender casas devido a flutuações do mercado
De acordo com especialistas do ramo imobiliário, os proprietários temem que os preços baixem significativamente nos próximos anos.

Vendas em alta

Atualmente, o momento é ideal para quem deseja rentabilizar e lucrar com investimento na habitação. Razão pela qual as vendas de imobiliário estão em alta no país, e há cada vez mais gente a vender os seus imóveis.

“Há muitos proprietários que compraram casas há anos, e agora os filhos cresceram e saíram de casa, tornando a habitação grande demais para o casal. Percebem que é a melhor altura para vender e avançam com a decisão”, conta Luís Macedo.

Entre quem vende há portugueses com habitação própria no Luxemburgo que estão na idade da reforma e a aproveitam esta fase do mercado para vender a sua casa e mudar-se para Portugal: “Vendem por valores elevados aqui e depois compram habitação na terra natal, a preços muito mais baixos. Tem casa e ainda ficam com um bom dinheiro”.

Outros residentes vendem a sua casa com o objetivo de lucro e vão comprar habitação nos países vizinhos, onde o imobiliário é inferior. “Há cada vez mais gente a preferir comprar na Bélgica ou na França”, tornando-se transfronteiriço. “A diferença é que se depois decidirem vender a casa, o valor não será igual ao do Luxemburgo, onde os preços são superiores”, avisa o português.

Para Luís Macedo esta inflação dos preços do mercado imobiliário vai acalmar. “Cada vez há mais oferta e se assim continuar, a habitação vai desvalorizar. Com tanta gente a vender os preços vão cair nos próximos tempos”, vaticina.


Tudo o que ela precisa é de um teto para os seus filhos no Luxemburgo
Desde há um ano que esta família a residir em Esch procura novo lar. Sem sucesso, porque não têm contratos de trabalho efetivos. Em breve, vão ficar sem teto para morar.

“Vender agora em vez de esperar”

 Philipp Niemann, diretor-geral da agência imobiliária Engel & Völkers faz a mesma leitura que Luís Macedo. "As pessoas que esperaram para vender as suas propriedades nos últimos anos têm medo de que os preços baixem, por isso estão a pensar numa venda agora", declarou este responsável numa conferência de imprensa na passada semana. Os proprietários “tendem a escolher vender agora, em vez de esperar", vincou Philipp Niemann, citado pelo Wort, perspetivando igualmente um abrandamento dos preços do imobiliário.

"Pode ser o fim do rali de preços extraordinários e este pode ser o momento certo para vender", afirmou Niemann vincando que as os proprietários consideram que os “preços já não irão aumentar nos próximos anos” como até agora.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas