Escolha as suas informações

Grupo hospitalar Robert Schuman proíbe visitas
Luxemburgo 17.03.2020 Do nosso arquivo online

Grupo hospitalar Robert Schuman proíbe visitas

Grupo hospitalar Robert Schuman proíbe visitas

Foto: Chris Karaba
Luxemburgo 17.03.2020 Do nosso arquivo online

Grupo hospitalar Robert Schuman proíbe visitas

Há um reforço do controlo de acesso na unidade hospitalar de Kirchberg.

(hdb) - As visitas aos hospitais do grupo Robert Schuman passam a ser interditas, até nova ordem. A decisão foi anunciada esta tarde em comunicado

Esta medida de contenção afeta as quatro unidades do grupo hospitalar: a clínica Bohler, o hospital de Kirchberg, a ZithaKlinik, os três na capital, e a Clinique Sainte Marie, em Esch-sur-Alzette. 

O edifício principal de Kirchberg é o único a ter medidas especiais, como o reforço do controlo de acesso, o limite de visitas, a diminuição de consultas ambulatórias e a suspensão de cirurgias programadas.

Recorde-se que o hospital de Kirchberg tem uma ala em quarentena devido a um doente com coronavírus. Há também um funcionário transfronteiriço contaminado, na Clínica Bohler.


Notícias relacionadas

"Südspidol" (Hospital do Sul) é o nome do futuro Centro Hospitalar do Sul que vai ser construído no lugar dito "Elsenbrich", junto à rotunda de Raemerich, em Esch/Alzette, e deverá abrir portas em 2002.
O novo hospital terá três edifícios triangulares com a forma de uma palheta de guitarra