Escolha as suas informações

Greve geral em França. Sete comboios para 12 mil transfronteiriços
Luxemburgo 04.12.2019

Greve geral em França. Sete comboios para 12 mil transfronteiriços

Greve geral em França. Sete comboios para 12 mil transfronteiriços

Marc Wilwert
Luxemburgo 04.12.2019

Greve geral em França. Sete comboios para 12 mil transfronteiriços

Espera-se uma quinta-feira negra para os transfronteiriços da região de Lorraine. França vai parar, os comboios também.

Quinta-feira, dia 5, pára tudo. A greve geral em França contra a reforma do sistema nacional de pensões vai afetar serviços, transportes, escolas e hospitais. 

No Luxemburgo os efeitos vão fazer-se sentir, sobretudo, nos comboios. Há 7 previstos para transportar mais de 12 mil pessoas. Apesar de anunciados pela TER, não estão garantidos. 

A única alternativa à linha 90 que faz o percurso entre Luxemburgo-Metz-Nancy é a A31, já saturada de manhã à noite em dias ditos normais. 

Nas redes sociais já começaram a circular os horários. 

Na prática, apenas quatro comboios vão assegurar o trajeto entre o Grão-ducado e a região de Lorraine durante a manhã. 

Dois saem de Metz - às 6h03 e às 7h16 - outros partem de Thionville - às 7h36 e às 8h06.  A situação complica-se para os transfronteiriços que vivem em Nancy ou Pont-à-Mousson. Não há qualquer comboio no horário da manhã. 

À noite só estão previstos três. O que sai do Luxemburgo às 17h28 pára em Thionville. Cerca de onze minutos depois, às 17h39, sai um comboio em direção a Nancy. Às 19h16 o comboio que sai da Gare da capital pára em Metz. 

Na página oficial, os franceses da SNCF avisam que as perturbações vão começar a sentir-se esta quarta-feira a partir das 19h. 

Pedem aos passageiros para "favorecerem outros modos de transporte". Ainda sem confirmação, certo é que os sindicatos ferroviários franceses estão a equacionar bloquear a autoestrada A31. De resto, a estrada que resta.  

  




Notícias relacionadas

Entre Metz e Luxemburgo: Quase uma centena de ligações ferroviárias suprimidas
Um total de 96 ligações ferroviárias foram esta quarta-feira de manhã suprimidas entre Metz (França) e o Luxemburgo, devido ao direito de não trabalhar (‘droit de retrait’) de parte do pessoal da Société Nationale des Chemins de fer Français (SNCF). A greve afetou cerca de 20.000 passageiros que utilizam o comboio para se deslocarem entre as duas cidades.
D'ici la fin de l'année, une nouvelle convention sera signée entre la SNCF et la Région, Grand Est, pour l'organisation du TER. Les ennuis de cette dernière année ont dû peser.