Escolha as suas informações

Grão-Duque. "Cada um de nós tem uma responsabilidade" no combate ao coronavírus
Luxemburgo 2 min. 16.03.2020 Do nosso arquivo online

Grão-Duque. "Cada um de nós tem uma responsabilidade" no combate ao coronavírus

Grão-Duque. "Cada um de nós tem uma responsabilidade" no combate ao coronavírus

Luxemburgo 2 min. 16.03.2020 Do nosso arquivo online

Grão-Duque. "Cada um de nós tem uma responsabilidade" no combate ao coronavírus

Redação
Redação
O Chefe de Estado dirigiu-se aos habitantes do Luxemburgo para apelar à prevenção do contágio pelo Covid-19. "Respeite as regras gerais de higiene", pediu.

A situação que se vive devido à epidemia do novo coronavírus levou o Grão-Duque do Luxemburgo a uma atitude rara. Dirigir-se à população do Grão-Ducado fora dos tradicionais discursos, quando e epidemia no país já infetou 81 pessoas e provocou a morte de um paciente.

Às 19h de hoje, o Grão-Duque Henri falou aos residentes no Luxemburgo para reafirmar a importância das medidas adotadas pelo governo e à necessidade de respeitar os conselhos de prevenção contra a propagação da doença. No seu discurso não esqueceu os profissionais de saúde, nem a solidariedade dos habitantes do país.


"Confinamento total" pode vir a ser decretado no Luxemburgo
A ministra da Saúde luxemburguesa admitiu hoje que "o confinamento total" pode vir a ser decretado como noutros países.

"O governo está a tomar medidas que o nosso país não conheceu nas últimas décadas. Estas são decisões que têm uma grande influência na nossa vida diária. Não são decisões fáceis, mas são extremamente importantes e justas", declarou o Grão-Duque Henri demonstrando unido ao governo de Xavier Battel neste complicado momento que país e o mundo atravessa.

Porque como frisou há pessoas de risco em que a contaminação pelo novo coronavírus pode ser muito grave. Os idosos são um desses grupos.

"É essencial que consigamos deter a propagação do vírus para assegurar que o menor número possível de pessoas seja infetada de uma só vez", disse dirigindo-se a todos os luxemburgueses. O atraso na propagação do vírus possibilita que os hospitais possam ter camas disponíveis para tratar os doentes contaminados. 

"Cada um de nós tem uma responsabilidade. Por isso, por favor, respeite as regras gerais de higiene e adapte o seu comportamento" à situação que se vive, pediu o Chefe de Estado. A melhor medida de prevenção é a lavagem frequente das mãos e, a nível da saúde pública,a o respeito pelas medidas impostas pelo governo.

No seu discurso, o Grão-Duque agradeceu aos profissionais de saúde que neste momento de crise em a fazer "um trabalho extraordinário":  "Gostaria de expressar o meu mais profundo respeito e agradecer-lhes pelo seu valioso trabalho e pelo seu compromisso inabalável".

O Chefe de Estado garantiu que ele e a sua família estão com a população "para atravessar juntos estes tempos difíceis". E à população deixou uma palavra de apreço pela onda de solidariedade para ajudar os outros, e especialmente as pessoas vulneráveis".        


Notícias relacionadas

Afinal, não será em janeiro do próximo ano, mas a partir do próximo ano letivo, em setembro, que as cantinas escolares vão ser gratuitas para os alunos do Luxemburgo cujos pais têm rendimentos baixos ou médios. Rendimentos que não ultrapassem quatro vezes o salário mínimo, ou seja 8.800 euros por mês.
20.05.2008 Lecker essen - Maison Relais Caritas Grevenmacher Foto: Serge Waldbillig