Escolha as suas informações

Governo: Subsídios de maternidade e educação têm novas regras
Luxemburgo 01.06.2015 Do nosso arquivo online

Governo: Subsídios de maternidade e educação têm novas regras

Governo: Subsídios de maternidade e educação têm novas regras

Luxemburgo 01.06.2015 Do nosso arquivo online

Governo: Subsídios de maternidade e educação têm novas regras

A partir desta segunda-feira, 1 de Junho, os subsídios de educação e de maternidade deixam de existir. A medida faz parte do pacote apresentado pelo Governo luxemburguês que tem como objectivo reduzir as despesas do Estado.

A partir desta segunda-feira, 1 de Junho, os subsídios de educação e de maternidade  deixam de existir. A medida faz parte do pacote apresentado pelo Governo luxemburguês que tem como objectivo reduzir as despesas do Estado.

De acordo com o novo regulamento as famílias vão receber um montante fixo de 265 euros por criança nascida após a entrada em vigor da reforma.

A eliminação do subsídio de educação (um valor de 485 euros que os pais recebiam durante os dois primeiros anos após o nascimento de um filho) vai permitir ao Estado uma poupança de 70 milhões de euros por ano.

Já o fim do subsídio de maternidade, atribuído às grávidas, pode vir a render 4 milhões de euros anuais aos cofres do Estado.

O pacote de medidas do Governo prevê também a adaptação do valor do subsídio de licença de paternidade ao salário mínimo não qualificado.


Notícias relacionadas

Após protesto da OGB-L : Abonos vão ser indexados ao salário médio
Os abonos vão ser periodicamente adaptados à evolução do salário médio luxemburguês. A garantia foi dada pela ministra da Família, depois de a central sindical OGBL ter dado conta do "esquecimento" do Governo, que deixou de fora do projecto-lei adoptado a 12 de Junho o mecanismo de indexação acordado com os sindicatos.
O que muda em 2015: Ano novo, imposto novo
Ano novo, novo imposto. Desde Janeiro, os contribuintes no Luxemburgo vão pagar mais 0,5% de impostos sobre os rendimentos. Mas não é só aqui que o custo de vida vai aumentar. O IVA também subiu, enquanto nos abonos de família há cortes em vários subsídios, incluindo nos apoios à maternidade e educação. O CONTACTO fez o levantamento de tudo o que muda este ano no Luxemburgo.
Com o novo imposto de 0,5%, o aumento do IVA e os cortes nos subsídios de maternidade e educação, as famílias vão ter de fazer contas à vida
Orçamento de Estado: Governo vai cortar nos subsídios familiares
O Governo prepara-se para anunciar mais cortes para economizar dinheiro. Depois do anúncio do aumento do IVA de 15% para 17%, o primeiro-ministro Xavier Bettel prepara-se para anunciar na terça-feira cortes nos subsídios de educação e maternidade. Tudo para reduzir os gastos do Estado.
Os cortes nos subsídios de educação e de maternidade vão obrigar as famílias a fazer novas contas ao final do mês