Escolha as suas informações

Governo quer reduzir desemprego parcial
Luxemburgo 31.07.2020

Governo quer reduzir desemprego parcial

Governo quer reduzir desemprego parcial

Foto: Chris Karaba
Luxemburgo 31.07.2020

Governo quer reduzir desemprego parcial

Marco MENG
Marco MENG
Com este novo auxílio, o objetivo é "incentivar as empresas a investir", disse Franz Fayot.

Para salvar empresas, o governo não economizou em recursos. No total, quase 93,8 milhões de euros foram pagos a pequenas empresas e trabalhadores independentes como parte de ajuda financeira não reembolsável. 

A mais recente ajuda vai conceder uma quantia mensal entre 250 e 1.250 euros por funcionário, dependendo de ele estar desempregado ou ativo. Com este novo auxílio, o objetivo é "incentivar as empresas a investir", especifica Franz Fayot. Como a pandemia "piorou o clima dos negócios", sublinha o Ministro da Economia antes de acrescentar que isso pode levar as empresas "a adiar, mesmo a questionar determinados projetos de investimento".  

Graças a esses investimentos, o governo pretende "tirar os funcionários do desemprego parcial", destaca Lex Delles. Até agora, esta tem sido a forma mais eficaz para remover a pressão financeira de empresas e evitar uma onda de demissões. Mas seu custo continua enorme.  O regime de desemprego parcial é uma das medidas implementadas pelo Governo para ajudar as empresas em dificuldades. Na prática, o Estado arca com 80% dos salários dos trabalhadores.

Este novo auxílio comercial será aplicável a partir de julho, com efeito retroativo. Com uma condição, no entanto: a empresa não solicitou uma redução no tempo de trabalho para este mês. 


Formulário para pedir desemprego parcial tem de ser enviado até 12 de julho
O Ministério da Economia relembra que os pedidos têm de ser introduzidos antecipadamente, todos os meses, entre os dias 1 e 12 de cada mês.

Os pedidos de desemprego parcial devem ser enviados até o dia 12 de cada mês, para o mês seguinte, o mais tardar. 

Em outras palavras, para se beneficiar da redução do tempo de trabalho em julho, as empresas tiveram que enviar sua solicitação antes de 12 de junho, quase seis semanas antes da aprovação desse novo auxílio pela Câmara dos Deputados. "No início de junho, as empresas não sabiam quando e se o auxílio financeiro chegaria", lamenta a Associação de Artesãos (FDA). 

No entanto, o argumento é refutado por Lex Delles. Para o Ministro das Pequenas e Médias Empresas, as condições das novas medidas de apoio foram "claramente comunicadas", entre outras coisas, durante a apresentação do pacote em 20 de maio de 2020.

E

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

Covid-19. Governo apoia artistas durante a pandemia
Para proteger os atores da Cultura no Grão-Ducado dos efeitos desta crise sanitária, que suspendeu a realização de todo o tipo de espetáculos, o governo decidiu aumentar o apoio público destinado aos intermitentes do espetáculo.