Escolha as suas informações

Governo quer criar aplicação móvel que comprova vacinação e teste negativo
Luxemburgo 25.05.2021

Governo quer criar aplicação móvel que comprova vacinação e teste negativo

Governo quer criar aplicação móvel que comprova vacinação e teste negativo

Foto: Guy Jallay/Luxemburger Wort
Luxemburgo 25.05.2021

Governo quer criar aplicação móvel que comprova vacinação e teste negativo

Susy MARTINS
Susy MARTINS
Uma semana depois de ter dito ao Contacto que era "prematuro" dar privilégios aos vacinados, o Executivo luxemburguês prepara-se para fazer o contrário. Objetivo é dar, agora, mais liberdades às pessoas já vacinadas ou que testaram negativo para a covid-19.

Depois de o certificado verde digital ter recebido o aval dos 27 Estados-membros da UE, o primeiro-ministro Xavier Bettel diz que o Luxemburgo está mais perto de cumprir os objetivos traçados pela UE, e mesmo antes de 1 de julho - data fixada para a entrada em vigor da aplicaçõ europeia. 

Em entrevista à RTL, o primeiro-ministro, Xavier Bettel, sublinhou que é preciso passar das palavras aos atos, e que o Luxemburgo pretende acelerar o processo de criação de uma aplicação móvel e testá-la com os países vizinhos, mesmo antes da entrada em vigor da aplicação europeia. Apesar de ter dito há uma semana que ainda era "prematuro" falar em privilégios para os vacinados, algo que já acontece na vizinha Alemanha.

Foto : dpa

À semelhança do certificado europeu, este certificado poderia comprovar a vacinação, a testagem (negativo) ou a recuperação do vírus, e daria para entrar em eventos culturais ou outros lugares no Luxemburgo. Uma vez que a atual 'lei covid' estará em vigor até 12 de junho, Xavier Bettel vai reunir-se nos próximos dias com os responsáveis da área digital do lado francês com o objetivo de acelerar a aplicação no país, a tempo da renovação ou alteração das novas medidas contra a pandemia.  

A Comissão Europeia pretende que este livre-trânsito funcione de forma semelhante a um cartão de embarque para viagens em formato digital e/ou papel, com um código QR para ser facilmente lido por dispositivos eletrónicos. O certificado será disponibilizado gratuitamente e na língua nacional de cada cidadão europeu e em inglês. O certificado comprova a vacinação, a testagem (negativo) ou a recuperação do vírus.  

Atualmente, o Grão-Ducado disponibiliza um certificado de vacinação contra a covid-19, que pode ser pedido por quem já foi vacinado contra a doença.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas