Escolha as suas informações

Governo condenou anexação da Cisjordânia em reunião com Pompeo
Luxemburgo 15.06.2020 Do nosso arquivo online

Governo condenou anexação da Cisjordânia em reunião com Pompeo

Governo condenou anexação da Cisjordânia em reunião com Pompeo

Luxemburgo 15.06.2020 Do nosso arquivo online

Governo condenou anexação da Cisjordânia em reunião com Pompeo

Jean Asselborn contestou a decisão do governo israelita de anexar parte da região palestiniana da Cisjordânia em reunião dos diferentes ministros europeus dos Negócios Estrangeiros com o secretário de Estado norte-americano Mike Pompeo.

O ministro dos Negócios Estrangeiros e Europeus, Jean Asselborn, participou esta segunda-feira numa reunião por videoconferência da União Europeia (UE) com o secretário de Estado norte-americano, Mike Pompeo.

De acordo com o comunicado que chegou às redações, as relações transatlânticas foram o ponto principal da ordem do dia deste encontro. Os ministros europeus dos Negócios Estrangeiros debateram com o seu homólogo americano a cooperação entre a UE e os Estados Unidos sobre um vasto número de temas da agenda internacional.

Para além da pandemia, esteve em cima da mesa as relações com a China, o processo de paz no Médio Oriente e a cooperação multilateral no contexto de um presente cheio de desafios. No seu discurso, Jean Asselborn salientou a importância da ligação transatlântica e salientou que "é do nosso interesse comum trabalhar para o reforço da democracia, dos direitos humanos, da paz e da segurança e do Estado de direito em todo o mundo".

Nesta perspetiva, o responsável pela diplomacia luxemburguesa concentrou-se especialmente no processo de paz no Médio Oriente, marcado por tensões acrescidas à medida que o novo Governo israelita pretende a anexação de uma parte da Cisjordânia.

"Temos de nos opor firmemente a qualquer anexação. Seria uma violação flagrante do direito internacional", afirmou Jean Asselborn, de acordo com o comunicado. "Uma anexação seria contrária aos interesses da segurança de toda a região, incluindo Israel. Temos de agir com urgência e de forma concertada, a fim de preservar as perspetivas de paz na região. Os Estados Unidos têm um papel decisivo a desempenhar neste contexto”.

No que respeita à situação no Mediterrâneo, Jean Asselborn aproveitou a oportunidade para manifestar a solidariedade do Luxemburgo com o Chipre e a Grécia face às atividades ilegais levadas a cabo pela Turquia na região.

Os ministros acordaram voltar ao modo presencial na próxima reunião deste órgão onde se reúnem os diferentes responsáveis pelos Negócios Estrangeiros em cada Estado-membro da UE que está prevista para 13 de julho em Bruxelas.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

O ministro dos Negócios Estrangeiros do Luxemburgo, Jean Asselborn, garantiu que o Governo está a seguir de perto a situação na Venezuela e lamenta que as autoridades daquele país sul-americano tenham avançado com a eleição de uma assembleia constituinte.