Escolha as suas informações

Governo anuncia terceira dose da vacina para maiores de 18 anos
Luxemburgo 3 min. 19.11.2021
Covid-19

Governo anuncia terceira dose da vacina para maiores de 18 anos

Covid-19

Governo anuncia terceira dose da vacina para maiores de 18 anos

Guy Jallay
Luxemburgo 3 min. 19.11.2021
Covid-19

Governo anuncia terceira dose da vacina para maiores de 18 anos

Madalena QUEIRÓS
Madalena QUEIRÓS
"Estamos em plena quarta vaga da pandemia", afirmou o primeiro-ministro, Xavier Bettel.

Na próxima semana, serão enviados os primeiros 40 mil convites para a toma de uma terceira dose de reforço da vacina. 

No próximo mês, todos os maiores de 18 anos serão contactados para receber este reforço da vacina, anunciou hoje o primeiro-ministro, Xavier Bettel. Esta terceira dose da vacina deve ser tomada seis meses após a toma da segunda dose da Pfizer, Moderna ou AstraZeneca, e um mês depois da toma da primeira dose da vacina da Johnson&Johnson.  

"Há uma série de estudos que revelam que após um período de seis meses o efeito da vacinação diminui", garantiu o chefe do Governo luxemburguês em conferência de imprensa. O Governo lançou ainda um projeto de lei que permitirá que a vacina possa ser dada nas farmácias.

Uma medida tomada para aumentar a resistência a um novo aumento das contaminações. "Estamos em plena quarta vaga da pandemia", afirmou Bettel.   

"A taxa de vacinação está a aumentar muito lentamente o que é preocupante: 15% da população com mais de 60 anos ainda não foi vacinada", o que está longe da média dos países europeus, acrescentou. Atualmente  76,3% de residentes com mais de 12 anos já têm o esquema vacinal completo.

Vacina não será obrigatória

Paulette Lenert, ministra da Saúde afirmou que a vacina não será obrigatória no Luxemburgo. Mas o governo apela a que todos se vacinem. Xavier Bettel revelou que "a maioria das pessoas que se contaminam, não estão vacinadas. A propagação nos não vacinados é 2,5 vezes superior à registada nos que já estão vacinados", revelam os indicadores.  O Governo lançou ainda um projeto de lei que permitirá que a vacina possa ser dada nas farmácias.

Evolução controlada...por enquanto

"O aumento da vaga de contaminações que se registou nas últimas semanas não nos surpreende porque o outono e inverno são propícios à propagação do vírus", disse também anunciou o chefe do executivo. 


Casos aumentam quase 20% numa semana no Grão-Ducado
Morreram ainda mais oito pessoas em sete dias, de acordo com o balanço semanal da doença. Taxa de incidência aumentou e continua no vermelho.

Mas ao contrário de outros países europeus "não temos nenhum aumento exponencial, já que a evolução continua linear mas a situação pode mudar a qualquer momento", alertou. 

O primeiro-ministro anunciou ainda a abertura de um novo centro de vacinação na cidade do Luxemburgo, no número 70 da Grand Rue, que começará a funcionar já a partir de amanhã. Este centro estará aberto até ao dia 31 de dezembro. Será ainda lançada um nova campanha de vacinação, na semana de 6 de dezembro, com postos móveis que vão circular nos centros comerciais de todo o país.  

O número de hospitalizados está estável, mas se a situação o exigir “reagiremos rapidamente”.

“A solução continua a ser a vacinação. Não podemos ganhar este jogo contra o vírus se toda a população não se vacinar”, sublinhou o primeiro ministro luxemburguês.  

Cerificados CovidCheck falsos serão fiscalizados 

A existência de certificados CovidCheck falsos tem sido notícia esta semana. Quando questionado sobre o número, Xavier Bettel citou três exemplos: Sponge Bob, Mickey Mause e o terceiro, que é catastrófico (Hitler), porque "é uma pura provocação".  Segundo o o diretor-geral de saúde existem "meia dúzia" deles em circulação no Luxemburgo, adiantou a ministra da Saúde que assegura que em qualquer caso "não se trata de uma quantidade astronómica".


Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas