Escolha as suas informações

"Glória". Série portuguesa está no 'top' das mais vistas no Luxemburgo
Luxemburgo 1 2 min. 15.11.2021
Netflix

"Glória". Série portuguesa está no 'top' das mais vistas no Luxemburgo

Série "Glória".
Netflix

"Glória". Série portuguesa está no 'top' das mais vistas no Luxemburgo

Série "Glória".
Foto: Netflix/IMDB
Luxemburgo 1 2 min. 15.11.2021
Netflix

"Glória". Série portuguesa está no 'top' das mais vistas no Luxemburgo

A primeira série lusa produzida pela Netflix está a conquistar os residentes do Grão-Ducado, onde está no "top 10" das mais vistas no país. ‘Glória’ está a merecer elogios da imprensa internacional.

A série de televisão "Glória" é a mais vista na Netflix, em Portugal, mas este thriller de espionagem e ação que tem como cenário o Estado Novo e os anos da Guerra Fria também está a conquistar o Grão-Ducado.

Na semana passada, a coprodução da SPI e da RTP entrou no "top 10" dos mais vistos na Netflix do Luxemburgo, ocupando o 10º lugar das preferências da plataforma de streaming do país, de acordo com os dados do site Fixpatrol. 

Os vídeos 360 não têm suporte aqui. Ver o vídeo na aplicação Youtube.

Esta que é a primeira série 100% portuguesa a ser realizada para o gigante Netflix e detentora do maior orçamento para uma produção em Portugal, está também a captar as atenções da imprensa internacional, como a da prestigiada revista Forbes. 

"Glória", a primeira série original da Netflix em Portugal, "é um grande thriller de espionagem", assim intitula a historiadora de cinema Sheena Scott, que escreve sobre cinema e séries de TV na Europa para a revista. "De grande qualidade, com uma história intensa e intricada", a série revela "eventos cruciais da história portuguesa menos conhecidos no resto do mundo. Se é um amante da História e gosta de thrillers de espionagem, esta série é fascinante", garante a Forbes.


"Glória". Lição de História na Netflix
A primeira série portuguesa produzida para a Netflix é uma história intrigante com um enredo não permite distrações.

Também o site Decider, do New York Post, elogia a série portuguesa declarando que parte de um drama de espionagem da Guerra Fria para o colocar "num cenário único, estabelecendo histórias intrigantes para missões a serem executadas ou aniquiladas".

Para a agência de notícias espanhola EFE, "Glória" "tem todos os ingredientes para se tornar numa série capaz de agarrar a audiência".

Ficção inspirada em factos reais

Embora seja uma história de ficção, os 10 episódios da primeira temporada de "Glória" baseiam-se em factos reais. Na década de 60, a aldeia Glória do Ribatejo, em Salvaterra de Magos escondia um centro norte-americano de retransmissão de rádio (RARET) destinado a divulgar a "propaganda ocidental para os países do Bloco de Leste".  

Realizada por Tiago Guedes e escrita por Pedro Lopes a história é protagonizada pelo engenheiro João Vidal (interpretado por Miguel Nunes), filho de um alto dirigente do Estado Novo e recrutado pelo KGB, a polícia secreta soviética.


Série "Glória".
"Glória". Primeira produção portuguesa para a Netflix estreia esta sexta-feira
Este 'thriller' de espionagem passa-se em Portugal, durante o Estado Novo e a Guerra Fria. A ação é inspirada em alguns factos reais e o cenário é a aldeia da Glória do Ribatejo, onde funcionava o centro de transmissões americano RARET.

O elenco conta com um leque de atores conhecidos do cinema e das novelas, como Albano Jerónimo, Victoria Guerra, Afonso Pimentel, Adriano Luz, Joana Ribeiro, Inês Castel-Branco ou Carloto Cotta.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas