Escolha as suas informações

Gala na Philharmonie homenageia vítimas de violação como arma de guerra
Luxemburgo 2 min. 28.02.2019

Gala na Philharmonie homenageia vítimas de violação como arma de guerra

Grã-Duquesa Maria Teresa está na origem do fórum internacional nos próximos dias 26 e 27 de março.

Gala na Philharmonie homenageia vítimas de violação como arma de guerra

Grã-Duquesa Maria Teresa está na origem do fórum internacional nos próximos dias 26 e 27 de março.
Foto: Chris Karaba
Luxemburgo 2 min. 28.02.2019

Gala na Philharmonie homenageia vítimas de violação como arma de guerra

Iniciativa da Grã-Duquesa Maria Teresa realiza-se a 26 de março, no âmbito do fórum internacional "Stand, Speak, Rise Up!", contará com a presença do casal grão-ducal, de três laureados com o Prémio Nobel da Paz e de meia centena de sobreviventes.

Realiza-se no próximo dia 26 de março, a partir das 20:30, na Philharmonie, uma cerimónia de gala de homenagem às vítimas de violações em cenários de guerra e de violência sexual, iniciativa da Grã-Duquesa Maria Teresa no âmbito do fórum internacional "Stand, Speak, Rise Up!" que vai decorrer nos dias 26 e 27 de março no Centro Europeu de Convenções em Kirchberg. A iniciativa da Grã-Duquesa, na qual participam vários conferencistas, visa "acabar com a violação como arma de guerra e com as violências sexuais".

Designado como "Celebração da vitória das sobreviventes", o evento contará com a presença do casal grão-ducal, três laureados com o Prémio Nobel da Paz, nomeadamente Nadia Murad, Denis Mukwege e Muhammad Yunus, e meia centena de sobreviventes dos referidos atos de violação e violência sexual vindas do mundo inteiro.

A iraquiana Murad e o congolês Mukwege partilharam o Nobel da Paz no ano passado pelos esforços "para pôr fim ao uso da violência sexual como arma de guerra". A jovem sobreviveu a meses de calvário após rapto que a deixou nas mãos do autoproclamado Estado Islâmico antes de fugir e de se tornar porta-voz da minoria yazidi, massacrada pelos fundamentalistas islâmicos. O ginecologista Denis Muwkege salvou inúmeras mulheres vítimas de violação e violência sexual na República Democrática do Congo. Quanto ao economista e banqueiro bengali Muhammad Yunus, criador do microcrédito em 1976, recebeu o Nobel da Paz em 2006 pelo trabalho para salvar milhões de pessoas de escaparem à pobreza.

Na ocasião vai também decorrer um concerto da Orquestra Filarmónica do Luxemburgo sob a direção do maestro Gast Waltzing e a participação das cantoras Dobet Gnahoré e Morgane Ji.

O acesso à gala pode ser feito mediante inscrição através do site www.standspeakriseup.lu com dois lugares atribuídos a cada pessoa por ordem de inscrição.


Siga-nos no Facebook, Twitter e receba a nossa newsletter das 17h30.


Notícias relacionadas